12 de ago de 2016

[Falando em]: Stranger Things — Série

Já faz alguns dias que terminei de assistir a primeira temporada de Stranger Things. Aliás, me vi tão envolvida com o conteúdo, que num piscar de olhos, ou seja, em menos de 24hs, maratonei a série. S2

Para quem ainda não sabe, essa é uma série produzida pela Netflix, que foi lançada em Julho de 2016. Confesso!... Dei uma chance a ela depois de ver um vídeo com as referências dos anos 80 que caracterizam a série, e logo no primeiro episódio, ME APAIXONEI. Agora confiram a sinopse, trailer e resenha. Vem junto!


Sinopse: Situada no interior de Indiana, na década de 1980, a história inicia com o desaparecimento de Will, um menino de 12 anos. Enquanto a família e os amigos tentam entender o que aconteceu, o chefe de polícia Hooper inicia uma investigação e se depara com experiências secretas conduzidas pelo governo numa base militar no subúrbio da cidade. Ao mesmo tempo, os amigos de Will  Mike, Dustin e Lucas  tentam localizá-lo por conta própria, mas acabam encontrando Eleven, uma menina misteriosa, com estranhos poderes.




"Porque o estranho é aterrorizante"


Envolvente! 
Misteriosa! 
Sensacional!


Trata-se de uma série do gênero suspense/ficção/terror, que se passa no ano de 1983, onde três amigos  Mike, Dustin e Lucas  partem a procura do amigo Will, que desaparece ao retornar para casa, depois de uma noite de entretenimento ao lado dos amigos. E nesse mesmo período, estranhas coisas começam acontecer, principalmente com a chegada de uma garota chamada Eleven, além de outros desaparecimentos que deixam os moradores da pequena cidade de Hawkinks, na Indiana, assustados. Desta forma, Joyce Byers, interpretada pela divina Winona Ryder, também sai a procura do filho desaparecido, acabando por presenciar perturbantes situações, onde passa a crer que o filho esteja preso num submundo, o que de fato acontece. 

Assim inicia-se uma fatídica busca por Will. E sua mãe, Joyce, é tachada como louca, pois passa agir de forma inconsequente, transparecendo transtorno. Contudo, mesmo todos achando que o seu filho está morto, ela persiste com esperança e coragem, enfrentando o desconhecido. E no meio de toda essa assustadora loucura, a garota estranha, ou seja, Eleven, se mostra uma das peças fundamentais da trama, pois ela bem sabe onde Will está. A propósito, ela é fruto de uma terrível experiência,  e por este motivo, possui alguns poderes sobrenaturais. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.


Will revelou: SIMONE PESCI (brincadeirinha  rs)


Stranger Things apresenta um roteiro excepcionalmente bem construído e instigante, com uma trama envolvente do início ao fim. A série me fez morrer de amores ao vivenciar tudo que um dia desfrutei, quando ficava de frente a Tv, aguardando ansiosa por tantos clássicos que foram referências e servem de pano de fundo para a história, uma jogada de mestre dos irmãos/roteiristas "Matt e Ross Duffer". E falando nisso, eles também fizeram parte deste passado mágico, onde jogos de RPG, compact cassette, disco vinil, filmes e canções que hoje são clássicos, além de tantas outras coisas, eram a magia de todo cenário.

Os personagens centrais (e até mesmo os coadjuvantes) são cativantes, e cada qual carrega consigo uma particularidade e dosagem de suma importância na trama. Eu tenho que destacar a divina atuação da atriz Winona Ryder, que como já era de se esperar, conseguiu transpor na tela o desespero de uma mãe que está a procura do filho desaparecido. Porém, tiro o chapéu para todo o elenco infanto-juvenil, principalmente para a atriz Millie Bobby Brow (que interpreta Eleven), pois ela deu um show de interpretação, sobre um semblante que oscilava entre o medo do passado e a vontade de desfrutar uma vida normal no presente/futuro. A primeira temporada é composta por 8 episódios de aproximadamente 50 minutos. E pra fechar com chave de ouro, não posso de deixar de falar sobre a DIVINA trilha sonora da série, com The Clash, Peter Gabriel, Joy Division, The Bangles, entre tantas outras maravilhas (para conferir, clique AQUI). P.S: Eu simplesmente SURTEI com esse Soundtrack. S2

Por fim, eis uma divina homenagem ao passado, e mesmo que a trama central seja retroativa, tenho certeza que conseguirá atingir muitos corações: talvez não na mesma proporção de quem viveu essa época, pois a nova geração se questionará o porquê de tanto estardalhaço? Contudo, de mais a mais, essa é a prova de que uma série pode ser fantástica sem grandes produções, basta uma pitada de imaginação (tá bom, basta uma pitada de tudo que já foi apresentado no passado), além de um roteiro enigmático. De 1 a 10 dou nota 1.000! \o Agora vou ficar aqui, em frangalhos, aguardando ansiosa a segunda temporada que está prevista para Junho de 2017. 

Série: Stranger Things
Original da Netflix
Direção: Matt Ross Duffer 
Gênero: Ficção/Suspense
Primeira temporada: 8 episódios
Ano: 2016

8 comentários

  1. MEUS DEUUUS!Faço de suas palavras as minhas! CARACA MEU* Eu simplesmente me apaixonei por essa série nos primeiro 2min de episódio hahahaha LOUCAAAAAAAAAAAAAAAA pela 2° temporada.
    Afinal, ouvi dizer que eles virão bem mais velhos, é verdade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iná, o que faremos até o ano que vem? Ainda mais com aquele final... Menina, eu vi os comentários hoje, achei bem diferente e legal, mas confesso, sentirei saudades do elenco infanto-juvenil da primeira temporada. hahaha

      Beijossssss

      Excluir
  2. Eu estou loucamente apaixonada pela série! Faz muito tempo que não assistia algo tão bom, uma série que prende e que tem uma inocência e tantos enigmas aos mesmo tempo.
    Adorei a resenha Simone. Já deu pra matar a saudade da série que na qual estou ainda de ressaca.

    Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro, eu ainda me encontro de ressaca. \o Eis que nasce uma série SENSACIONAL! Fico feliz que você curtiu a resenha. \o/ Beijossssss

      Excluir
  3. Oi Si
    Mesmo morrendo de medo estou assistindo kkk e sim ela nos prende mesmo.
    É bem bacana, eu estou gostando muito, mas confesso que fico com receio de séries assim, esse "inexplicavel" me incomoda, pois temo que acabe com algo tipo "lost" e nossa isso vai me incomodar em demasia.
    Quando a época, acredita que ainda não ti tanta coisa? Mas acho que o título de um dos capítulos foi e referencia a linda da Aghata Chistie e ai amei rs.
    Li sobre as metafóras existentes na série e na boa? Não vi nada delas não. Pelo menos não consigo visualizar essa série com as mensagens que estão dizendo que ela quer passar. Mas enfim, de qlq forma é uma série realmente muito boa e como disse as atrizes em questão dão um show, mas os meninos também são lindos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ferrrr... Que bom que você está curtindo. \o/ Imagino você morta de medo assistindo. hahaha
      Eita! Assisti só alguns capítulos da primeira temporada de Lost, e ouvi muitas coisas ruins sobre o final. E SIM, tem um episódio que Agatha Christie é referência. Depois me conta o que achou dessa primeira temporada.

      Beijosssssss

      Excluir