31 de out de 2017

[Falando em]: MEU ERRO — de Cinthia Freire

Eu baixei esse livro gratuitamente, em formato digital. A propósito, sempre tive curiosidade em conferir um texto da autora, devido as indicações de amigos e, claro, alguns quotes que vi e me apaixonei. 💘💘💘 Eis uma belíssima surpresa, um romance/drama de perder o fôlego. Confira agora a sinopse e o meu parecer sobre "MEU ERRO", o primeiro livro da SÉRIE SEGREDOS, obra da autora Cinthia Freire, uma publicação independente. 



Sinopse: Segredos são como fantasmas nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos tem os seus fantasmas. Carol tem os seus e há algum tempo eles parecem estar adormecidos. Gabriel desistiu de tentar frear os seus fantasmas há muito tempo e decidiu o caminho mais fácil, vivendo uma vida sem regras e limites. Eles estão na mesma estrada, mesmo que estejam em sentidos opostos. Enquanto ela tenta fugir da escuridão, ele só quer se perder ainda mais. Uma história emocionante sobre até onde somos capazes de ir para salvar aqueles que amamos e sobre acreditar que todos tem uma segunda chance. Mesmo que para o resto do mundo isso pareça um erro. 


"Porque até um erro pode se transformar em acerto" 

Uma linda história!

Caroline  mais conhecida como Carol — tem vinte e um anos e mora num complexo universitário, onde cursa o terceiro semestre de Letras. Ao seu lado está sua amiga, Verônica, também com a mesma idade, que cursa Arquitetura. Carol é bonita e introspectiva, enquanto Verônica é linda e atraente, além de viver desregradamente. E numa de suas aventuras se entrega para Gabriel, um rapaz de vinte e um anos, lindo, cafajeste, irresponsável e problemático, estudante do sexto semestre de Engenharia Civil. Na madrugada Verônica liga para Carol, a fim de saber se ela está bem. Carol acaba por escutar a entrega da amiga, ficando com a voz do desconhecido na mente. 


(clique na imagem para maior resolução)

Ergo os olhos e cometo nesse instante o segundo erro da minha vida. Conheço finalmente o dono dos meus pensamentos mais impuros, aquele que vem tirando o meu sono apenas com sua voz. (Livro: MEU ERRO, Cap. 5)
O que elas não contavam é que a transa seria o assunto da universidade, deixando o irmão de Verônica, o médico cardiologista  Vinícius  enfurecido, indo de encontro a Gabriel, acabando por entrar numa briga, indo parar no hospital. Carol enfrenta Gabriel, discutindo com ele e, por fim, dando-lhe um tapa na cara. A atração entre eles é imediata. Contudo, Carol acaba por conhecer Tomaz, um professor, guitarrista e vocalista de uma banda, com quem começa a se envolver.
Eu estou beijando o Tomaz, mas é Gabriel que eu desejo e isso me envergonha de uma maneira que quase não consigo suportar. (Livro: MEU ERRO, Cap. 17)
A atração entre Gabriel e Carol é maior que as tribulações que os permeiam. O casal segue o romance, indo contra todos que não os quer juntos. Carol tem sua ferida do passado, que sempre está presente; Gabriel também tem suas feridas, e pra piorar, é dependente químico.
 Me deixa cuidar de você... Por favor  imploro, minha voz sai um pouco chorosa e ele confirma com a cabeça como se estivesse admitindo o seu fracasso. Puxo seu rosto para perto e apoio minha bochecha na sua. Ele ergue a mão segurando minha cabeça e acariciando meus cabelos, sinto o seu corpo tremer e não sei ao certo se é uma reação física a tudo que ele fez a si mesmo ou se está tão nervoso quanto eu. (Livro: MEU ERRO, Cap. 20)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.  

Trata-se de um New Adult, para alguns o mais do mesmo, com o playboy problemático e a garota de coração partido. SIM, é o famoso clichê romântico, coisa que AMO MUITO e que não dispenso em hipótese alguma. 💘💘💘

MEU ERRO é um enredo para quem é provido de coração. Eu fiquei APAIXONADA pela história, além da escrita envolvente da autora. Os personagens (até mesmo os secundários), grudam na pele, fazendo com que sofremos com eles. A cada virar de página ansiava por mais, querendo ajudar Gabriel e, principalmente, Caroline, pois me sinto como ela, inclusive faço tratamento devido a isso. Talvez por esse motivo me senti na pele dela, chego a dizer que só de ler os trechos em que ela expressa suas reações, me fez ficar em alerta: era como se eu fosse ela. O enredo tem muitas reviravoltas e o final é lindo, apresentando ao leitor a ferida real da protagonista, algo que fica em off durante toda a trama. Se eu gostei?! NÃO, EU NÃO GOSTEI! EU MEGA, ULTRA, MAX AMEI!!! E já adianto: "Eu leio até mesmo a lista de compras da autora". o/

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está singela e perfeita para o formato digital; e a capa é MARAVILHOSA, estampando o lindo e problemático Gabriel. Por fim, para quem curte drama/romance é uma excelente pedida. Logo menos lerei o segundo livro da série, ou seja, MINHA RENDIÇÃO, que traz a história de ninguém menos que Vinícius, o médico cardiologista.



Livro: MEU ERRO (Livro 1), SÉRIE SEGREDOS
Autora: Cinthia Freire
Gênero: Drama/Romance
Publicação  Independente
Ano: 2016
Páginas: 487

30 de out de 2017

↓↓↓ FALANDO EM SEXO ↓↓↓

Quem vive só de pau é o cupim. Sexo é muito bom, mas estão enganados se acham que mulher vive exclusivamente disso. Mulheres valorizam a cordialidade de um abraço, a gentileza de um cuidado. Mulheres gostam de ser levadas em lugares diferentes, que inspirem, e sejam inesquecíveis. Mulheres gostam de ser lembradas numa terça qualquer com uma mega surpresa, ou numa quinta pela manhã com um botão de rosa roubado. Mulheres gostam de serem surpreendidas com declarações singelas como "eu lembrei de você", "estou com saudades", "quero te ver". Uma relação é feita de cumplicidade, companheirismo, amor e dedicação, o resto é consequência. Se a única coisa que você tem a oferecer pra uma mulher é o sexo, aproveite o momento, pois ela vai te "aproveitar" até perceber que o que você tem pra oferecer, qualquer homem dispõe. Você só precisa torcer pra ela não perceber que merece mais que isso. O dia que isso acontecer, perdeu! 😉

[Via facebook]: Frases Pedro Bial

27 de out de 2017

[Falando em]: COBAIN, 25 Contos inspirados em 25 anos do álbum Nevermind + Bonus Tracks

Eu visualizei esse e-book gratuitamente e, como fã incondicional da banda NIRVANA e de Kurt Cobain, baixei o livro imediatamente. 💘💘💘 No entanto, a curiosidade matou o gato: nem sempre a propaganda corresponde ao produto. E falando por mim, afirmo que essa leitura pouco me agradou. Confira agora a sinopse, book trailer e o meu parecer sobre "Cobain, 25 contos inspirados em 25 anos do álbum Nevermind + Bonus Tracks", antologia organizada por Sérgio Tavares, uma publicação independente. 



Sinopse: Para comemorar os 25 anos do Nevermind, comemorados em setembro de 2016, a antologia presta uma homenagem ao álbum através de contos inspirados em canções do Nirvana. Para tanto, foram convidados 25 autores contemporâneos fãs da banda. 






"Porque ele era o pior no que fazia de melhor" 


A curiosidade matou o gato!

Como fã colossal da banda, afirmo que enxerguei o lado bom e ruim dessa antologia. Mas antes de falar sobre isso, deixarei abaixo três quotes da obra. 


(clique na imagem para maior resolução)

Ele parou o carro à sombra da pequena árvore de jambolão, distância suficiente para deleitar-se com a grossa camada de brilho de morango nos lábios de Poli, uma película que se esticava com a elasticidade de uma cobertura de sorvete à cada vez que a menina comentava alguma coisa com a amiga. (Polly  Cachorro correndo sem cabeça, de Alessandro Garcia)
Tem gente que nasce pra fazer o som e gente que nasce pra ouvir. Eu me contento em ouvir. Embora já tenha feito. Faz tempo, na época em que eu tinha uma camiseta igual a do Kurt Cobain numa revista com a letra traduzida de Territorial Pissings. (Territorial Pissings  Picadeiro de urina, de Paulino Júnior)
Penso em todos os suicidas do século XX. Woolf, Plath, Hemingway... Em Kurt Cobain andando feito um fantasma em Seattle, as doses de heroína, o sangue escorrendo pelo ouvido na banheira, a carta para o amigo de infância imaginário. Será que você também teve um amigo imaginário? (Pennyroyal tea  Chá de poejo, de Flávia Iriarte)
Trata-se de uma homenagem ao álbum NEVERMIND, que em 2016 completou vinte e cinco anos. Os contos, de alguma forma, levam as letras das canções, além da vida conturbada de Kurt Cobain. Há também um bonus tracks, com canções de outros álbuns da banda, saudando a genialidade permeada em três acordes de guitarra e um brado que tornara-se a voz de uma geração. 

COBAIN, 25 contos inspirados em 25 anos do álbum Nevermind + Bonus Tracks é um tiro no escuro, principalmente para quem não é tão conhecedor da banda  e, claro, de Kurt Cobain. Deixa eu explicar... Os contos, com um "quê" melancólico e poético, são excelentemente construídos. Alguns achei um tanto longos e insossos, mas outros eu realmente gostei, pois levam consigo um linguajar empático. Esse, a meu ver, foi o ponto positivo. Contudo, eu esperava escritos enraizados nas letras das canções, ou seja, uma história com a letra em evidência. Os quotes acima foram alguns dos trechos que superaram a minha expectativa, mostrando um pouco da letra e, principalmente, da vida de Kurt Cobain. Não sei se a ideia do idealizador era essa ou se eu que o idealizei de outra forma. A questão é que, para mim, NÃO FUNCIONOU!!! Mas como opinião é que nem bun**, ou seja, cada um tem a sua... Fica a dica de leitura. 

Os contos são narrados em primeira e terceira pessoa, algumas narrativas e diálogos mais rebuscados; a diagramação (em formato digital), está boa; e a capa, apesar de singela, achei bem bonita. 



Livro: 
COBAIN, 25 contos inspirados em 25 anos 
do álbum Nevermind + Bonus Tracks
Gênero: Antologia
Publicação Independente
Ano: 2016
Pág: 306

26 de out de 2017

[Quotes]: CONTANDO A CANÇÃO

Olá, lovers! 
Ontem, dia 25/10, finalizou a promoção para baixar gratuitamente o meu mais novo trabalho  CONTANDO A CANÇÃO  um livro com dez pequenos contos inspirados em canções.  Estou muito feliz e grata pelo feedback positivo,  pois a obra ganhou vida num momento um tanto conturbado: entrei de coração nas letras das canções, a fim de trazer o melhor. 💘💘💘 O livro está à venda em formato digital, pelo preço mínimo de $1,99. Peço para quem adquiriu (ou vai adquirir), avaliá-lo na Amazon e também no Skoob, pois é desta forma que ele conseguirá mais visibilidade. Agradeço aos que baixaram o e-book, espero que tenham uma ótima leitura. Agora convido a todos para conferir um quote de cada conto. Bem-vindos ao universo da vívida partitura!!! ♪♫♪♫


(clique nas imagens para maior resolução)










✔ Para adquirir a obra via Amazon, clique AQUI.
✔ CONTANDO A CANÇÃO no Skoob, clique AQUI.

25 de out de 2017

"Falando em saudade..."

Esta saudade tem juros abusivos 
Que cada dia só aumenta sem parar 
Esta saudade é mais que um sonho ruim 
É um vazio que só faz acumular 

É um sentimento que paira no momento 
E a cada instante tá aqui pra me lembrar 
Do teu perfume que me dava ciúmes 
De no teu corpo poder impregnar 

Os dias passam de um jeito que disfarçam 
A noite vem trazer o amanhecer 
Espero as tardes e fico até tarde 
Sentado à porta na esperança de te ver 


[Poema de]: Rutênio Félix

24 de out de 2017

↓↓↓ 6 dicas para ler mais ↓↓↓

Se você não lê tanto quanto gostaria e acha que pode aproveitar melhor o tempo que sobra na companhia dos livros, saiba que você não está sozinho! Esses sentimentos, que fazem parte da vida de quase todo leitor, podem ser minimizados adotando-se rotinas simples. É importante lembrar que as dicas não têm como objetivo tornar a leitura uma obrigação, mas sim atentar para o fato de que pequenas ações já ajudam na manutenção de um ritmo constante. Afinal, a qualidade do que você lê vale mais que a quantidade. 

1. Leia diferentes tipos de livro simultaneamente 
Revezar-se entre um romance, um livro de não ficção e outro de poemas, por exemplo, ajuda muito sua lista de leituras a andar mais rápido. Tendo mais de uma opção, você evita postergar a hora de ler por não estar com vontade de um livro específico em determinado momento. 

2. Flexibilize sua lista de leituras 
Seguir à risca uma ordem predeterminada nem sempre é a melhor opção. Pense bem: não vale a pena passar na frente um livro novo que você está louco para começar? Adiar mais um pouco a leitura daquela obra que já está na sua estante há meses (ou tomar a decisão de passar o livro adiante) não faz mal nenhum. 

3. Tenha sempre um livro com você 
O tempo gasto diariamente no transporte público ou em filas não precisa ser tempo perdido! Ter sempre um bom livro à mão torna fácil preencher essas lacunas. Se você não gosta de interromper um capítulo na metade, prefira livros de contos, de poemas ou com capítulos curtos. 

4. Descubra qual o seu período favorito para ler 
Já tentou reparar em qual parte do dia a leitura lhe parece mais agradável? Prefere ler com luz natural ou antes de dormir? Perceber essas sutilezas é essencial na hora de organizar o dia, pois permite separar seus horários favoritos para os livros e o restante do tempo para as demais atividades.  

5. Repense o tempo gasto com o celular e com outros dispositivos 
Quantas vezes você está com tempo livre e, sem perceber, pega o celular ou fica trocando de canal na televisão, sem estar realmente interessado no conteúdo que está consumindo? Repensar essas atitudes automáticas é o primeiro passo para fazer da leitura um hábito no lugar delas. 

6. Participe de um clube de livros 
A leitura, por si só, é uma atividade individual e solitária. Os momentos posteriores a ela, entretanto, não precisam e nem devem ser assim! Debater o que você está lendo com pessoas próximas ou grupos de leitores pode ser um grande incentivo para ler, ao menos, o livro que está em pauta no momento. 

[Artigo via]: Clube Tag Livros

[Falando em]: ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO — de Lucas Bustamante

Eu baixei esse e-book gratuitamente. A propósito, assim que me deparei com a capa, título e sinopse, me interessei. o/ SIM, eu sou daquelas que leva em conta uma bela capa. E essa, apesar de simples, estampa um um elevador e um título pra lá de enigmático. Agora convido a todos para conferir a sinopse e o meu parecer sobre “ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO”, um enredo de Lucas Bustamante, uma publicação independente.



Sinopse: No dia em que Victor planejava pedir sua namorada em casamento, um estranho evento faz com que ele se encontre em uma realidade paralela, onde lembranças de seu passado ressurgem como vívidos pesadelos que o assombram. Agora, sem saber o que é real ou não, ele luta para conseguir voltar à vida e reencontrar seu grande amor. Entre a Luz e a Escuridão é um conto experimental que varia entre o terror e o drama, focado no sofrimento de um homem perdido em um universo de lembranças e sentimentos capazes de levá-lo à loucura. 


"Porque há de se encontrar luz na escuridão..." 

Um enredo instigante! 

A trama se inicia com Victor a caminho do trabalho, desvincilhando-se de prédios velhos, pedintes, calçadas imundas, esgotos estourados, e até mesmo ladrões. Ainda nessa caminhada, ele tem um desentendimento, via telefone, com sua namorada. Laura e Victor estão comemorando dois anos de namoro, e ele pretende pedi-la em casamento nesse dia. No entanto...
O que Victor sequer imaginava era que a surpresa do dia não era o pedido de casamento, mas sim a sua morte. (Conto: ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO  Cap.1)
Antes de entrar no prédio onde trabalha, Victor ajuda uma senhora pedinte, entregando-lhe uma nota de dois reais. E ao ultrapassar a porta do prédio, assim que entra no elevador, acaba passando mal. 
 Ninguém está esperando nada de você sr. Victor. Esse é apenas um caminho a se seguir quando nos encontramos entre a luz e a escuridão, mas, no final das contas, o senhor é o único responsável pelo próprio destino. (Conto: ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO  Cap.5)
Victor  fica a mercê do passado, reencontrando entes queridos já falecidos, voltando a ser criança, reavendo o melhor amigo de infância, ou seja, vivendo momentos perturbadores. No entanto, mesmo nesse louco limiar, lembra-se daquela que tanto ama, a mulher que estava prestes a pedir em casamento. Victor, por fim, transita entre a morte e a vida.
Sozinho novamente naquele saguão, Victor ficou alternando o olhar entre a forte iluminação do elevador e o longo caminho obscuro que se espalhava para além do prédio onde estava. Longos questionamentos acerca de sua existência tomaram conta de sua mente enquanto se esforçava para tomar uma decisão. (Conto: ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO  Cap.5)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

Trata-se de um conto com cinco capítulos e um epílogo. Mas posso dizer... Eu me senti como se estivesse lendo um livro, pois o autor conseguiu de forma magistral conduzir a trama, transparecendo ser uma obra com diversas páginas.

ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO é nada menos que o limiar entre a vida e a morte. Um conteúdo aterrorizante de reflexão, onde o texto me conduziu de forma sóbria, deixando-me tão perturbada quanto o personagem principal. A trama me prendeu do início ao fim, e mesmo ligando as pontas dos acontecimentos, AMEI o desfecho final e o epílogo, que, aliás, me deixou com um gostinho de quero bem mais. Espero me enveredar em outros textos do autor. o/

O conto é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão, há alguns erros gramaticais, nada que atrapalhasse a leitura; a diagramação é simples, no padrão do formato digital; e a capa, tão como o título, corresponde ao conto. Por fim, para você que curte uma leitura instigante e rápida, eis essa excelente pedida. 💘💘💘


 [Conto]: ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO
Autor: Lucas Bustamante
Gênero: Drama/Terror
Publicação Independente  Via Amazon
Ano: 2017
Páginas: 43

22 de out de 2017

[Tradução]: Cyndi Lauper — True Colors

Eu não resisto! E sempre que me deparo com uma música que AMO, editada de forma formidável, compartilho aqui. o/ Saudades dos anos 80 e 90, uma época memorável, uma era em que sabiam fazer música. 💘💘💘


[Tradução]: True Colors
[Cantora]: Cyndi Lauper

21 de out de 2017

[GRATUITO]: CONTANDO A CANÇÃO ♪♫

TÁ GRATUITO!!! 

BORA BAIXAR, LER, AVALIAR, COMPARTILHAR. 🎧📕🎧 CONTANDO A CANÇÃO ficará gratuito até dia 25/10 (quarta-feira). A ideia era deixar Free sempre, mas a Amazon não permite isso. Portanto, após esse período, ele será vendido no valor mínimo permitido, ou seja, $1,99. E sempre que possível, colocarei gratuitamente. Bem-vindos ao universo da vívida partitura!!! 🎶🎶🎶


✔ Para baixar o livro em formato digital, clique AQUI.
✔ Adicione o livro em sua estante virtual no Skoob, clicando AQUI.

Ela não quer um grande amor, não por hoje.

Ela está de férias, deu folga para a cobrança constante de procurar alguém. Hoje ela não precisa de ninguém, talvez de um banho, uma cama, filme e comer sem culpa. Ela quer a liberdade do silêncio, de tirar o sutiã e soltar os pensamentos. Mas essa é ela hoje, talvez amanhã ela mude, talvez ela novamente busque aquele cara que ao fim não seja uma decepção. 

Ela é uma hoje e outra amanhã, ela quer algo hoje, mas amanhã talvez não queira. Ela sabe ser complicada, mas ela também sabe que o único tempo perdido é o tempo ao lado de quem não aprende a lidar com suas doidices. 

Às vezes bate uma solidão, uma saudade, uma noite mal dormida. Mas quer saber? Ela aprendeu que tudo isso se cura mais rápido do que um coração partido. 

18 de out de 2017

[Falando em]: Sob a luz dos seus olhos — de Chris Melo

Eu baixei esse livro em formato digital, gratuitamente, e já adianto: ADOREI A LEITURA! 💘💘💘 A propósito, há tempos queria ler algo da autora, especialmente este livro, pois vi muitos elogios sobre ele. Agora convido a todos para conferir a sinopse, vídeo/apresentação do enredo e o meu parecer de "Sob a luz dos seus olhos", obra da autora Chris Melo, uma publicação da editora Rocco - Selo Fábrica231.


Sinopse: Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, por suas histórias românticas voltadas especialmente para o público jovem adulto, a paulista Chris Melo estreia na Rocco, pelo selo Fábrica231, com Sob a luz dos seus olhos. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos de Chris Melo, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços protagonizada por duas pessoas comuns que experimentam o poder extraordinário do amor. Um presente para quem já é e para quem vai se tornar fã de Chris Melo. 




"Porque as mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar" 

Um enredo envolvente!


Lisa tem vinte e nove anos, trabalha como editora de uma revista e já publicou um livro. Em meio a rotina diária, ela recebe um e-mail que a deixa descompassada. 
Sei que talvez não seja compreensível o que para mim significa voltar a ter contato com essa parte da vida e com a pessoa que foi capaz de me virar de cabeça para baixo. (Livro: Sob a luz dos seus olhos, Cap.1)
No passado, durante um ano, Lisa fizera intercâmbio em Londres, sendo acolhida pela família Hendsen, ficando de frente com Paul. Este, por sua vez, é o filho caçula da Sra. Anne Hendsen, um rapaz lindo de olhos azuis, aspirante a ator e que, aos poucos, está conquistando espaço. 
 Quando você for famoso e nem se lembrar mais de mim, farei um leilão da capa do meu passaporte. O autógrafo valerá muito mais por estar em um objeto pessoal. Assina e coloca a data. (Livro: Sob a luz dos seus olhos, Cap.4)
Paul e Lisa se entregam ao amor, e passam a morar juntos. Ele, volta e meia está ausente, além de cada vez mais conhecido. E numa dessas ausências que Lisa descobre estar doente. Ela, por amor, volta ao Brasil, a fim de se tratar e não interromper o sucesso que Paul está alcançando. Seis anos se passam até que ele consiga um contato com ela, fazendo com que fiquem cara a cara.
 Sou uma pessoa de poucas certezas. Não tive tempo de fraquejar e isso me deixou mais arrogante, fechada e ansiosa. Às vezes me olho no espelho e não me reconheço. Uma parte de mim é o que me tornei, e não sei se tem volta. Por outro lado, tenho você, contrariando todas as probabilidades, estamos aqui, juntos. Se sou um pedaço seu, sem dúvida, essa é minha melhor parte. (Livro: Sob a luz dos seus olhos, Cap.15)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

Com uma escrita singela e  diga-se de passagem  perfeita, fui apresentada a um enredo que apresenta uma bela lição. Confesso que não achei tudo aquilo que ouvi dizer por aí, pensava encontrar algo extraordinário, e acabei me deparando com uma trama cortês. 

Sob a luz dos seus olhos é um romance/drama envolvente e acolhedor. Acredito que para apreciadores de gênero (assim como eu), terá não só entretenimento, mas um conteúdo reflexivo e de grande relevância. Os personagens protagonistas são apaixonantes, tão como os secundários, que também ganham uma razoável parcela de ardor. A trama tem algumas reviravoltas instigantes. Contudo, o que de fato me enterneceu, foi o seu desfecho, com uma protagonista vivida, relatando o lado bom e ruim do amor. EU REALMENTE ACHEI LINDÍSSIMO!!! 💘💘💘 Agora, mais do que nunca, pretendo ler outros textos da autora. 

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está boa, no padrão digital; e a capa é de encher os olhos, estampando uma Elisa doce, assim como a da trama. Por fim, para apreciadores de um enredo envolvente, eis essa boa pedida. 


Livro: Sob a luz dos seus olhos
Autora: Chris Melo
Gênero: Romance/Drama
Editora: Rocco  Selo Fábrica231
Páginas: 320
Ano: 2016

14 de out de 2017

"Fragmento do conto MPB"

Chora, rapaz, faz uma faxina no coração, baldes de saponáceo pra quando mentiste pra ela, rodo pra quando ficaste com a cantora, creolina pra quando cheiraste pó, DDT pra tua consciência em geral. Chora pra caralho, rapaz." 
(Fragmento do conto MPB  por Edson Coelho)

Verdade, verdade, verdade, ficção.

Quase toda história que ambiciona criar um clímax impactante precisa de um grande acontecimento, algo que nunca foi visto antes ou, se já foi visto, algo que nunca foi apresentado de uma forma em particular. Geralmente, esse impacto é racionalizado demais e ultrapassa os limites do que pode ser considerado verossímil. 

Alcançar esse tipo de impacto é difícil porque tal momento, inevitavelmente, exige do leitor um grande esforço para manter-se envolvido no universo da história e não julgar o que está sendo apresentado como implausível. 
A última coisa que desejamos, como escritores, é que nossos leitores pensem: “Ah não, pode parar! Isso nunca poderia acontecer!” 
A solução está na contextualização da história. Em muitos livros e filmes, o corpo da narrativa  começo, meio e um pouco do final  tem como foco apenas preparar o terreno para aquele grande momento de ficção no clímax. Noventa por cento do texto se dedica a criar um mundo onde esse grande momento ficcional poderia acontecer de uma forma acreditável. Como conseguimos esse mesmo efeito na nossa história? A resposta é verdade, verdade, verdade, ficção. 

Quando falo em verdade, me refiro à cenas plausíveis e personagens acreditáveis. Eles não precisam ser literalmente verdadeiros no mundo físico, mas a história precisa conter cenas, pessoas e conceitos que, dentro do universo do livro ou do filme, pareçam verossímeis. 

Um pobre veterano da Primeira Guerra Mundial pode, realmente, se reinventar como Jay Gatsby e, em poucos anos, se tornar um zilionário arrojado, que constrói uma mansão que se torna o epicentro da cena social dos anos vinte em Nova York? Sim, ele pode se a história é contada a partir da primeira página pelo amigo de Gatsby, Nick Carraway, que nos conta verdade, verdade, verdade, em cenas plausíveis sobre sua própria vida e sobre o mundo dos anos 20, até que, quando ele apresenta Gatsby, nós nem sequer percebemos o quanto a história nos exigiu aceitar informações pouco plausíveis. Nós nos entregamos. Nós acreditamos. 

De fato, não temos nenhuma dificuldade para acreditar nos dragões em Game of Thrones porque, no universo de ficção criado pelos escritores, essas criaturas podem, plausivelmente, existir e até mesmo interagir com os humanos. 

Como aspirantes a escritor, somos muitas vezes aconselhados a realizar pesquisas rigorosas, a meticulosamente prestar atenção aos detalhes. E devemos, de fato, fazer isso. Por exemplo, não escreva no seu texto sobre uma árvore genérica, seja específico e mencione que se trata de um pinheiro tarda. A razão pela qual esses detalhes são tão importantes é porque eles, utilizados como elementos em uma seqüência de outros fatos verdadeiros, constituem “verdade, verdade, verdade”, cujo papel é contextualizar o grande momento de ficção no clímax da história. 

Vendedores dizem “Faça o cliente dizer sim para coisas pequenas. Em seguida, ele vai dizer sim quando nós perguntarmos: Você está pronto para comprar?” 
Você, o escritor, também é um vendedor. Você está vendendo a sua história. 
Lembre-se, nós, seus leitores, queremos acreditar em você. Queremos dragões para conversar. Queremos que Rocky não desista de lutar contra Apollo Creed. Seu trabalho, senhor escritor, é nos seduzir, é nos levar para uma viagem a bordo do seu navio mágico. 

Se você está descrevendo um jantar em um restaurante fino, cujo clímax será um personagem usando um revólver 45 para explodir o cérebro do seu rival (ou seja, algo que nunca aconteceu de verdade), nós, seus leitores, precisamos que você contextualize a cena nos dando todos os detalhes sobre a toalha de mesa, o prato de sopa, etc. E precisamos de informações que nos ajudem a entender as convenções que você estabeleceu para o seu universo de ficção, para que essa cena da história seja coerente com o que você nos apresentou anteriormente. 

A maneira como os personagens falam, as roupas que vestem, a dinâmica emocional entre eles, tudo isso precisa passar um senso de coesão e consistência. Dessa forma, no final do jantar, quando o personagem sacar sua pistola automática e cravar seis balas no peito de seu rival, os leitores vão pensar: “Ah, faz sentido.” Porque os personagens se mantiveram fieis às regras básicas que você criou para eles. E porque eles usaram os talheres certos para comer cada prato do jantar. 

Verdade, verdade, verdade, ficção. Funciona. 

Steven Pressfield autorizou a publicação da tradução de Diego Schutt do texto original em inglês. 

12 de out de 2017

💘 Um conto de fadas 💘

Era uma vez um rei. Ele era casado com a rainha, claro, tão linda que não se podia descrevê-la. Ela acordava com um sorriso encantador todos os dias, o que comprovava sua realeza.

E a felicidade era triplicada, porque o rei e sua rainha haviam sido abençoados com três filhas de olhos verdes. Nenhuma beldade se comparava a essas, de olhos esmeralda: princesa Priscila, princesa Lilianne e princesa Lulu.

O coração do rei se encheu de alegria quando nasceu a primeira princesa, Priscilla. Era linda. Quem poderia ter mais sorte? Quando a segunda princesa, Lilianne, veio ao mundo, o rei chorou ante a imensidão de tal benção  duas princesas! Mas uma terceira? O rei não conseguiu entender o que tinha feito para merecer tantos tesouros e a responsabilidade de mantê-los seguros e amados. Logo começou a ter insônia de tão preocupado com as filhas, pois, apesar de ser um rei poderoso, não passava de um pai humilde que sabia que morreria se visse uma delas ferida ou infeliz. 

Por isso o rei fez lago que qualquer rei faria em tais circunstâncias: avisou que precisava de alguém para protegê-las dos morcegos gigantes e lagartos ardilosos que espreitavam do lado de fora dos muros do castelo. Mandou espalhar essa notícia por todo o reino e prometeu enormes recompensas. E quando todos os candidatos foram rejeitados, a aflição tomou conta de sua alma. Dia e noite o rei fazia preces aos céus.

Ele esperou com paciência  e depois com impaciência  uma resposta a seu urgente pedido. Vagava pelos corredores do castelo todas as noites, tomava leite quente e lia livros entediantes, chagando até a considerar poções que supostamente induziam o sono. A boa rainha massageava os pés do marido, mas de nada adiantava. Finalmente, quando a preocupação se tornou insuportável, o rei chorou e, enquanto se encontrava nesse estado, um anjo lhe apareceu.

 Meu nome é Abigail  disse o anjo.

 Conheço você  retrucou o rei, embora não soubesse como.  É você o protetor que procuro? Por acaso tem condições de ligar as princesas umas às outras com devoção? Por acaso é dono da magia necessária para curar corações partidos e desespero?

O anjo assentiu com reverência.

 Majestade, como posso vos servir?

 Ah, anjo, eu gostaria que você abençoasse minhas filhas e as guardasse do mal. Que as enchesse do meu amor e as protegesse na minha ausência. Faria isso por mim?

 Será uma honra.

O rei estudou o anjinho, que encheu de calma o seu coração.

 Venha  disse então , você precisa conhecer as princesas enquanto elas dormem, pois é quando sonham que se mostram mais puras.

Na primeira alcova, dormia a princesa Priscilla, as pernas cumpridas ocupando quase toda a acama. Ela tinha cílios longos e cheios e um nariz pequeno e arrebitado, além de uma expressão de paz em desacordo com os muitos pensamentos que a assolavam quando estava cordada. 

 Esta é a minha bela primogênita, prestes a se tornar uma mulher. Ela é brilhante e busca a perfeição, mas tende a ignorar a bondade  disse o rei.  Anjo, você precisa suavizar sua alma, pois ela se magoa com facilidade e esconde seu coração terno atrás de uma língua ferina.