30 de jun de 2018

"Não desistiu do amor, amou-se mais"

Ela estava disposta a lutar. E lutou. Lutou demais por aquilo que acreditava ser o certo, tanto que esgotou-se em uma luta diária para mostrar, direta e indiretamente, o seu amor; até ignorou — ainda que gentilmente — a opinião e conselhos de suas amigas. Tanto se fez; tanto se desfez. Entregou-se de alma, corpo, coração. Fragmentou seu orgulho porque o que sentia — talvez e, provavelmente, ainda sinta — se fazia maior. Maior do que ela pode um dia imaginar. Porém, toda luta encontra um fim, seja na vitória, seja na derrota. 

Acontece que sozinha ela nada poderia fazer. Sabe como é… quando um não quer, não há santo que faça milagre. Inclusive, desistiu de pedir a eles por mais uma chance. Ah, talvez eles estejam me ignorando porque pisei na bola, ela pensava e dialogava consigo mesma. Aceitou a derrota. Será que houve, de fato, uma derrota?, retórica recorrente em seus monólogos no cantinho preferido da sua casa: seu quarto. 

Ela percebeu que não houve uma derrota. Afinal, não se perde aquilo que nunca se teve. Ela amou, se dedicou, sonhou, fez das tripas coração para fazer-lhe bem. Ela foi intensa. Verdadeira. Guerreira; em um mundo onde o descartável é a nova moda dos relacionamentos, quem se atreve a desbravar a última força por um amor — mesmo que unilateral — merece esse reconhecimento. Ela não perdeu; ganhou. 

Ela sorri agora com sua própria capacidade de resistir a luta de amar sozinha, pois amar por dois é impossível e, desgastante. Não desistiu do amor, amou-se mais. Percebeu que é melhor alocar suas energias onde há interesse mútuo, do que onde há interesse apartada dela.

29 de jun de 2018

[Falando em]: Paraísos Selvagens — de Camila Dornas

Eu baixei essa maravilha gratuitamente (em formato digital). A propósito, já li um texto da autora (para conferir a resenha, clique AQUI), e tornei-me fã da mesma. o/ Agora convido a todos para conferir a sinopse e o que eu achei de PARAÍSOS SELVAGENS, uma publicação independente, obra da autora Camila Dornas


Sinopse: Os anos 70 para Olivia vão muito além de sexo, drogas e rock n' roll. Filha de um jornalista rebelde em plena ditadura militar, Olivia é uma jovem revolucionária. Como se os soldados nos corredores das universidades e livros proibidos escondidos na estante não fossem o suficiente, seu ex violento volta para a cidade em busca de vingança, fazendo com que fantasmas do passado voltem a assombrá-la. Em meio ao caos que o país está vivendo, e seu próprio caos particular, Olivia vê em um homem misterioso que vive intensamente um porto seguro. Em um período tão conturbado, o que poderia salvá-la se não o amor? 



"Porque há de se ter asas e voar..."




Um enredo maravilhoso!

Brasil, 1970 (Ditadura Militar)
Era para ser apenas mais uma tarde no parque, onde Olivia (com dezenove anos) e seu melhor amigo, Daniel, presenciam um jovem bêbado e provocando as autoridades, sendo levado pelos militares.
— Ou saímos daqui, calados como bons soldados, ou nos juntamos a ele na cadeia — retrucou, o maxilar cerrado e irredutível. (Livro: Paraísos Selvagens, de Camila Dornas)
(clique na imagem para maior resolução)

Além de sofrer com a ditadura militar, Olivia tem suas feridas do passado, onde, por inconsequência, ocasionou um acidente em que se machucou e matou sua irmã de sete anos, Cecília. Desde então ela tem uma relação insustentável com sua mãe (dona Adelaide), uma fervorosa cristã, além de sofrer com a loucura do seu pai, um jornalista rebelde. 
Senti seu aperto em meu pulso, e arfei. O toque frio de sua pele contra a minha causou uma faísca de reconhecimento que continuava a me incomodar. Minha cabeça girou, as sensações ao meu redor empalidecendo momentaneamente. O sentimento de dejà vu não me deixava. Algo me dizia que a mão dele já havia estado exatamente no mesmo lugar antes. (Livro: Paraísos Selvagens, de Camila Dornas)
Prestes a cometer uma loucura, Olivia é contida por Lucas (um rapaz de vinte e um anos), que no passado, em um dos momentos que marcou de forma terrível a sua vida, lhe salvou. Agora, apaixonada por Lucas, e sendo perseguida por seu ex e impulsivo namorado, Max, ela tem que driblar não só a ditadura, mas as tribulações que a vida lhe impõe. 
Se fosse outro dia, outro momento, outra pessoa, talvez eu não tivesse entrado naquele carro, não com o pôr do sol de aproximando e a noite caindo, trazendo com ela o horário em que todas as pessoas deveriam estar em casa. Mas não era outro momento, não era outro dia. E principalmente, não era outra pessoa. Era ele. Era Lucas. (Livro: Paraísos Selvagens, de Camila Dornas)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Antes de dar o meu parecer, aviso que estou numa baita ressaca literária e que eu leio até mesmo a lista de compras da autora! o/ Se eu já tinha gostado de Subconsciente, agora, com veemência, afirmo: EU AMEI PARAÍSOS SELVAGENS!!! E, claro, tive que favoritá-lo no Skoob. 💘💘💘

PARAÍSOS SELVAGENS é um grito de liberdade, em todos os sentidos. Com uma trama bem amarrada e entorpecente, somos apresentados as intempéries que conduz a vida de Olivia. E dentre tantos acontecimentos dramáticos, eis um que a consome por completo, colocando a relação dela e de Lucas em jogo, uma situação dificílima de lidar, onde o coração terá de se mostrar ainda mais forte. Trata-se de uma trama onde o leitor refletirá sobre tudo o que já aconteceu. Contudo, a cereja do bolo é o romance entre Olivia e Lucas  diga-se de passagem  uma história linda. A autora tem o dom de escrever um assunto sério com delicadeza, abordando-o de forma plausível. Os personagens secundários são tão importantes quanto os protagonistas e o final, apesar de sofrido, é perfeito. Eu, particularmente, amo ler enredos como este, onde há uma abordagem séria e que carrega consigo uma belíssima mensagem. Digo que esse foi um dos melhores livros nacionais que li esse ano... A autora está de parabéns!!! Para quem é fã de um lindo drama/romance, eis essa maravilhosa pedida. EU. MEGA. INDICO. 💘💘💘

A trama é narrada em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, no padrão digital; e a capa é bonita, estampando o casal protagonista.


Livro: PARAÍSOS SELVAGENS
Autora: Camila Dornas
Gênero: Drama/Romance
Publicação  Independente
Ano: 2018
Páginas: 334

25 de jun de 2018

[Quote]: DEZESSEIS, A ESTRADA DA MORTE

Inspirado na canção “Dezesseis” — da banda brasileira Legião Urbana — este é um enredo de amor recheado com muitas aventuras.


**Adquira o livro em formato digital, clicando AQUI.

24 de jun de 2018

[Book trailer]: Z-LAND UNIVERSO — DE ALDO COSTAS

Que eu sou fã da pessoa/autor isso não é novidade. A propósito, o Aldo Costas é parceiro aqui do blog (para conferir as resenhas já feitas de suas obras, clique AQUI, AQUI e AQUI). Atualmente estou copidescando o seu mais recente trabalho  Z-LAND, UMA ESTRANHA CANÇÃO NO FIM DO MUNDO  que em breve será publicado. Trata-se de um graphic novel noir, uma trama especulativa. Agora convido a todos para conferir o book trailer deste novo trabalho do autor. Vem junto! 🎬 📚


P.S.: Vídeo editado por Simone Pesci

"Maturidade espiritual é quando você aprende a calar, a se afastar, não se queixa e agradece pelo que tem"

Maturidade espiritual é quando você aceita que erra, aprende a se desculpar e a não jogar no colo do outro o que é seu. 
É quando você percebe que já não precisa de tanta coisa assim para suprir suas necessidades, que estar em paz consigo mesmo (a) é melhor do que provocar instigar ou cutucar o outro com vara curta a troco de nada, a troco de mexer em feridas por vezes já cicatrizadas. 

É quando você passa a ser mais seletivo (a) internamente, é quando você sabe que pode contar com poucos, mas que são essenciais e que mantém uma boa relação de amizade e empatia sem exigir nada em troca. 

É quando você olha mais à volta e se coloca no lugar das pessoas e não mensura a sua dor, assim como não quer que mensurem as suas.

É quando você não interfere nas escolhas de ninguém e vai aprendendo a digerir os embates da vida com mais nitidez e resiliência. 

É quando você percebe que não precisa ter a casa cheia, não precisa de tanto barulho, que estar a sós é como ir se retratando diante do que se sente, do que sentiu ou do que não quer mais sentir. 

É não precisar ir de um lado para o outro tentando encontrar sossego interior. É quando você se aprimora e abstrai o que não precisa, pede com mais fé e acredita mais no divino e não em falsas promessas ou pessoas que não tem serventia por serem apenas instrumentos prontos a desestabilizar seu coração, prontas a quererem se apossar do que não lhes pertence a troco de fazê-lo (a) sofrer. 

É quando você ora, pede pelos que precisam, pede pelos que adoecem a alma, pede para que todos recebam luz por mais que não se queira aproximação. 

É quando você esvazia a bagagem, percebe que andar descalço por vezes é libertador e que se o sol não apareceu naquele dia mais nublado, você continuará acreditando em dias melhores e nas possibilidades de superação e cura. 
Maturidade espiritual é quando você aprende a calar, a se afastar, a não se agredir e não agredir. 
É quando você sente que a porta do céu é melhor que abrir o chão para que você se afunde em dor ou discórdia. 

A maturidade vem com os altos e baixos com o entender nas entrelinhas. Com a sensação de que não existe superioridade e sim a humildade de quem precisa manter o olhar atento, os sentimentos honestos e a obrigação de cuidar melhor de si mesmo (a), para que você tenha força para socorrer aos que também precisam de auxílio. 
A maturidade espiritual vem quando você não precisa viver de melindres, não precisa disfarçar o que é, quando você aceita a própria condição, seja ela qual for, sabendo dos propósitos de Deus. É quando você abre a porta, não procura discórdia, não se queixa e agradece pelo que tem.
[Via]: O Segredo

21 de jun de 2018

[SERVIÇOS EDITORIAIS]: CAPAS A PRONTA ENTREGA

Segue algumas capas para e-book a pronta entrega, o valor é apenas R$50,00. Eu estarei sempre atualizando essa postagem com novas capas, e caso você tenha interesse, favor entrar em contato citando o número da capa para o e-mail: simoniass@hotmail.com


                                        CAPA 1                                                           CAPA 2
  


                                        CAPA 3                                                         CAPA 4
 


                                        CAPA 5                                                         CAPA 6
 


                                      CAPA 7                                                 CAPA 8 - VENDIDA
 

                                                                                       
                                       CAPA 9                                                        CAPA 10
 


                                      CAPA 11                                                       CAPA 12
 


                                       CAPA 13                                                       CAPA 14
 


                                      CAPA 15                                                        CAPA 16
 


                                     CAPA 17                                                         CAPA 18
 


                                      CAPA 19                                                         CAPA 20
 
                                   

                                        CAPA 21                                                        CAPA 22
 
                   

                                       CAPA 23                                                     CAPA 24
 


                                      CAPA 25                                                        CAPA 26
  


CAPA 27

[Falando em]: Desconcertos — de Ricardo Tagliaferro

Eu recebi essa lindeza em parceria com o autor Ricardo Tagliaferro. A propósito, quero agradecer o autor pela confiança e parceria. 🌷🌷🌷 Esse é o meu primeiro contato com um de seus textos e já adianto que: "Eu leio até mesmo a lista de compras do Ricardo!" o/ Confira agora a sinopse e o que eu achei de DESCONCERTOS, uma publicação independente. 


Sinopse: Desconcertos é uma coletânea de contos que retratam a vida normal de pessoas comuns em seu cotidiano rotineiro. Um homem bem-sucedido, mas infeliz; um fotógrafo abandonado por sua maior inspiração; um violinista com vontade de largar tudo; um padre desacreditado; e alguns outros relatos de quem decidiu viver à sua maneira. Histórias fictícias que muito bem poderiam ser reais... e talvez até sejam. O que difere a vida dessas pessoas da nossa é o infortúnio. Não se assuste caso se depare com um caso em que se identifique. A vida é nada mais do que isso: viver. 


"Porque somos todos eternos desconcertos..." 

Um belíssimo grito no escuro!

Por se tratar de uma coletânea de contos, cada qual com sua particularidade, antes de dar o  meu parecer deixarei abaixo três quotes da obra. 

(clique na imagem para maior resolução)

Ela, agora casada, seguia radiante para o fim já esperado. Ele, conformado, seguiu o caminho oposto, talvez obscuro, que o condenava. Duas vidas divididas pelo poder do livre arbítrio. Dentre todas as grandes escolhas, optou por ser padre, mas, se pudesse, teria escolhido não celebrar o casamento do amor de sua vida. (Conto: Enlace, Pág. 31)
Na manhã seguinte não havia ele, não havia ela, havia apenas as ondas libertadoras. Para os dois, as coisas mais importantes no final de suas vidas eram o mar e amar. (Conto: A Ilha, Pág. 79)
Ele encontrou dentro de casa a felicidade que tanto procurava fora, e fora castigado com o abandono. Não pela mulher com quem escolhera viver até o fim da vida, e sim pela própria mente, que o enganou, fazendo-o acreditar que, às vezes, tentamos plantar algo na terra do outro sem saber que a nossa terra, de todas, é a mais fértil. (Conto: Cotidiano, Pág. 115)
(clique na imagem para maior resolução)


DESCONCERTOS é um farfalhar de sentimentos adversos, um retrato real da vida. O título da obra condiz com o seu propósito, apresentando contos singulares, cada qual adornado em sabores e dissabores. Há em cada conto um traçado melancólico, com infortúnios dos quais muitos são fadados. Trata-se de uma leitura rápida e de fundo reflexivo. Eu, como uma boa admiradora de textos que conduzem o coração, ADOREI!!! ♥♥♥ Por fim, para quem é apreciador (a) de uma breve leitura e recheada de sentimentos, eis essa belíssima pedida. o/

Os contos são narrados em primeira e terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com bom espaçamentos e fontes um pouco maiores (o que facilitou ainda mais a leitura), adornada em papel pólen (o amarelinho); e a capa é singela e bonita, estampando o título da obra e o nome do autor.


Livro: Desconcertos
Autor: Ricardo Tagliaferro
Gênero: Coletânea de Contos
Publicação  Independente
Ano: 2018
Páginas: 138

19 de jun de 2018

[Novo Parceiro]: Ricardo Tagliaferro

Olá, amores!
Hoje venho com uma belíssima novidade, o mais novo autor parceiro aqui da blog. A propósito, eu já conheço o Ricardo Tagliaferro das redes sociais, porém nunca havia lido nada dele. E falando nisso, já dei início com a leitura de seu recente lançamento  DESCONCERTOS , uma coletânea de contos que retrata a vida das pessoas em seu cotidiano, e posso afirmar que estou adorando. 💘💘💘 Agradeço o autor e aviso que logo menos teremos resenha da obra aqui. Agora convido a todos para conhecer um pouco mais do autor. Vem junto! o/







Biografia: 


RICARDO TAGLIAFERRO nasceu em Pindamonhangaba em 1992 e estreou na literatura em 2014 aos 22 anos. É amante de fotografia e enologia, além de um eterno apaixonado pela produção editorial. É autor de 100 cartas de uma saudade e 18 anos de solidão, romances que o projetaram no mundo literário. Participou de antologias poéticas no Brasil e em Portugal, além de participar como autor e organizador das coletâneas de poesias Depois das 11 e Café e Prosa. Desconcertos é sua estreia em um mundo que sempre admirou: o das histórias curtas, mas isso não o fez abandonar o drama exacerbado e o convite à reflexão, fatores que o norteiam em todas as suas obras.


P.S.: E aí, curtiram?! 
Logo menos teremos resenha de DESCONCERTOS. 
Fiquem ligados!!!

[Serviços editoriais]: Capas para e-book

Olá, lovers!
Segue mais seis capas de e-book a pronta entrega. Lembrando que o preço é acessível, e caso alguém tenha interesse, entrar em contato dizendo o número da capa no e-mail: simoniass@hotmail.com


                                      CAPA 20                                                        CAPA 21
 



                                     CAPA 22                                                          CAPA 23
 



                                     CAPA 24                                                         CAPA 25
 

"A história de cada um"

Viver, como talvez morrer, é recriar-se: a vida não está aí apenas para ser suportada nem vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada. Muitas vezes, ousada. (Lya Luft) 
Nem é preciso que revelem o quanto a dor dilacera, o peito arfa e os dias não escoam. Diviso a tortura em cada olhar. Não, essencial isso não é, mas sei o quanto é necessário que cada de um de nós conte sua história. 

Levantou-se P., portanto, mãos trêmulas, cultuando a luz da sala: 

 Eu sonhava que o momento seria eterno e que, de tão incomensurável, poderia adquirir o dom de voar e seduzir a amplidão; saberia enxergar lágrima doce em cada melodia de canções favoritas. Porém, da calmaria passei rapidamente para o sopro de fúria, e agora preso aqui estou, sem mais reconhecer os limites da minha ira. Essa é a minha indignada história. 

Mais doce, constrangida, todavia decidida, foi a vez de E.: 

 Eu vivia em um mundo de opostos; subia constantemente em escadas de enganos que me conduziam a lugar nenhum. Diria que a minha vida é composta de vários capítulos, sem começo ou fim, mas tentei, a todo custo, dar conclusão a um deles. Fui ineficaz. Essa é a minha covarde história. 

 Pois eu não tenho rimas!  Excedeu-se J.  Meus versos são ausentes, sem época, mas aliviam a solidão que me gasta por dentro. Fui e sou assim, sempre assim, e segui caminhos ocultos, procurando acolhimento para as dúvidas da alma. E estou aqui a transformar meu universo, em um perpétuo recomeço. Essa é a minha inacabada história. 

Era a vez de Z., ele sabia: 

 Não tenho mais memória do que fui, escondo-me do que é real, prefiro ser absorvido por quimeras; não quero que me provem nada, pois não quero entender nada, nem que a mim julguem. Para mim, as conversas se esvaem pelos cantos, então, pretendo continuar aqui dentro, na antessala de mim. Essa é a minha crua história. 

L. abriu um pedaço de folha amassada do bolso, ergueu-se o mais suprema que pôde, mas leu em voz miúda, como se ninguém lhe fizesse companhia: 
 Sou nuvem, dona do céu, mas já fui somente gota na pedra. Sou vaga, sou verso, sou estrada rara. 
E gritou: 

 Essa é minha história! 

Um estrondo rouco fez todos se voltarem para a janela: tempestade a chegar. Esse grito veio através das cortinas, na ânsia das horas passando. O silêncio me consentiu avançar à frente de todos: 

 Minha história é essa: amei mais do que chorei, gritei muito mais do que calei, fugi tantas vezes, mas entrei muitas outras na batalha, sem armaduras. E como me feri! Nem sempre me curei. Tirei as dores da alma e as guardei na mala, e é quando a abro que me fortaleço. 

Depois disso, cada um deles se fechou em si mesmo. Notei o saudosismo nos olhares, a brisa de espera que vinha da sala, vento morno de saudade. A reunião terminara. Retornaram às respectivas alas, e eu ainda fiquei lá mais um pouco, esperando pelo temporal, que não veio. 

[Via]: Papo de Fran

Falando em amor...

 
Muitas vezes a vontade de sumir é normal, e precisamos aprender a ouvir a noite para perder o medo do silêncio e dos amores que ainda virão. Esquecer os conselhos que os outros dão e escutar mais o nosso coração. E, se ele não disser nada, continue a puxar assunto, pois, para se proteger, às vezes ele se fecha, fica recluso, até, naturalmente, decidir que chegou a hora de voltar a ser o poço de amor que sempre foi.

[Texto de]: Frederico Elboni

[Falando em]: Dange Rock — de M. S. Fayes

Já faz um tempo que eu tinha vontade de conferir essa obra, e assim que vi que a mesma estava disponível para download gratuito (em formato digital), não hesitei e baixei. Confira agora a sinopse e o que eu achei de DANGE ROCK, obra da autora M. S. Fayes, uma publicação da editora Pandorga


Sinopse: Eve McGannon lidera a banda DangeRock desde adolescente. Sua voz atrai multidões como um ímã, da mesma forma que sua timidez a impede de confessar seu amor eterno por Brandon Conwell, o guitarrista e amigo de infância que sempre esteve ao seu lado, mas sem nunca percebê-la como mulher. Quando a banda recebe uma proposta irrecusável, o grupo unido se vê imerso em um turbilhão de sucesso absoluto e suas complicações. Isso inclui um astro musical que desperta um poderoso sentimento de ciúmes em Brandon, ao mesmo tempo em que tenta fazer Eve abandonar suas desilusões e ir em busca de novos sonhos. Eles aprenderão que o coração comanda todos os atos dentro e fora do palco. Basta apenas que sigam os sentimentos através das melodias que eles mesmos entoam. 


"Porque amar é admirar com o coração..." 

Uma grata surpresa!

Eve e Brandon são vizinhos e amigos desde a infância. Eles cresceram juntos e, ainda na adolescência, montaram uma banda de garagem chamada High Rockers. Cinco anos se passaram e com eles a banda ganhara maior repercussão, além de um novo nome, ficando superconhecida e chamando-se Dange Rock. 
A canção falava de um amor profundo e enlouquecedor. Igual ao que eu sentia por Brandon. Meu amigo de infância. Apenas isso. Meu amigo. Totalmente por vontade dele, porque por mim ele seria muito mais. Cada vez que eu o via com suas groupies, meu coração se quebrava mais um pouco. Até o presente momento, era bem capaz que ele estivesse como o solo da Lua. (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)

(clique na imagem para maior resolução)


Eve segue os dias em turnês, ao lado dos amigos e integrantes da banda — Brandon, Phil e Malcom. No entanto, cada dia que passa, sua paixão por Brandon cresce, enquanto ele continua sendo o lindo e garanhão guitarrista, que dia após dia se envolve com as groupies. 
— Eu não posso te perder, caralho — ele disse e meu coração se agitou. — Não posso perder a amizade que temos há tantos anos. E, se a gente acabar se enrolando numa transa qualquer, é o que fatalmente vai acontecer. (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)
Eve e Brandon tem um breve envolvimento, que é cessado com as duras palavras dele e, claro, o orgulho ferido dela. Agora cada qual tenta disfarçar seus sentimentos, e a convite de Mitchell Clay, astro da FunbBock, eles seguem em turnê, apresentando uma nova e mais sexy Eve, fazendo parceria em uma das canções com Mitch.  
— Sou maduro o suficiente para perceber uma joia quando deparo com uma, garoto — ele disse e seu tom era duro. — Somente um imbecil poderia ter coragem de deixar aquela garota passar por entre seus dedos e escapar. (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Eis um texto delicioso de se perder, com uma narrativa singela e envolvente.

DANGE ROCK é uma história de amor apaixonante. Brandon é o típico bad boy que eu amo; e Eve é o protótipo de uma louca roqueira que, no fundo, não passa de uma jovem apaixonada. Não há como não se apaixonar e torcer por esse casal. Alguns personagens secundários levam consigo sua particularidade, tornando-os único. A trama tem uma pitada hot, reverba em reviravoltas e tem um final muito fofo. 💘💘💘 Por fim, para os apaixonados pelo gênero New Adult, eis essa boa pedida. 

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está boa, no padrão digital; e a capa é perfeita, estampando ninguém menos que a protagonista, Eve McGannon. 


Livro: DANGE ROCK #1
Autora: M. S. Fayes
Gênero: New Adult
Editora: Pandorga
Ano: 2016
Páginas: 288

14 de jun de 2018

[Serviços editoriais]: Capas para e-book e teaser/book trailer

Olá, lovers!
Para quem ainda não sabe, faço algumas capas  a pronta entrega para e-book e também teaser/ou book trailer. E, por esses dias, editei quatro novas capas a pronta entrega e um book trailer. Deixarei ambos abaixo e se acaso precisar de um desses serviços, solicite um orçamento no e-mail: simoniass@hotmail.com


                                     CAPA 16                                                         CAPA 17
 


                                     CAPA 18                                                         CAPA 19



[BOOK TRAILER]: SÉRIE SEGREDOS SOMBRIOS