26 de jan de 2018

[Falando em]: A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*DA-SE — de Mark Manson

Eu ganhei esse livro de uma amiga queridíssima  a Katia Caetano , autora de "Laço Colorido" (para conferir a resenha, basta clicar AQUI), e desde já agradeço o presente (P.S: Valeu, Katinha! 💘💘💘). Agora convido a todos para conferir a sinopse e o meu parecer sobre "A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*DA-SE", obra do autor Mark Manson, uma publicação da editora Intrínseca


Sinopse: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva  sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se. Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora. 


"Porque há de se ligar o foda-se e sorrir..." 

UMA ANÁLISE PROFUNDA!

Trata-se de um conteúdo  digamos assim  de autoajuda. Por este motivo, antes de dar o meu parecer, deixarei abaixo três quotes.
Porque eis outra verdade secreta sobre a vida: não tem como ser importante e transformador para algumas pessoas sem ser uma piada e um constrangimento para outras. É impossível, porque não existe ausência de adversidade. Não existe e pronto. Dizem que, aonde quer que você vá, há uma tonelada de adversidades e fracassos esperando. Esse não é o problema. A ideia não é fugir das merdas. É descobrir com qual tipo de merda você prefere lidar. (Livro: A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*ODA-SE, Pág.25)
É simples: coisas dão errado, pessoas cometem erros, acidentes acontecem. Tudo isso deixa a gente na merda. E tudo bem. Sentir-se mal é um componente imprescindível da saúde emocional. Negar sentimentos ruins é perpetuar problemas em vez de solucioná-los. (Livro: A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*ODA-SE, Pág.94)
Clichês desagradáveis como "confiar em si mesmo" e "seguir seu coração" estão por toda parte. Talvez o melhor seja confiar menos em si mesmo. Afinal, se nosso coração e nossa mente são tão falhos, precisamos questionar ainda mais nossas intenções e motivações. Se está todo mundo errado o tempo todo, não seriam o ceticismo e a rigorosa objeção a nossas crenças e suposições o único caminho lógico para o amadurecimento? (Livro: A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*ODA-SE, Pág.139)

(clique na imagem para maior resolução)


Com uma linguagem direta o autor dissertou o seu ponto de vista sobre o modo de pensar/viver e suas consequências, tentando fazer do negativo, positivo. Até aí entendi o recado, mas a curiosidade matou o gato.

A SUTIL ARTE DE LIGAR O F*DA-SE é nada menos que um ponto de vista peculiar. Apesar de concordar com alguns pontos, discordei de tantos outros  e isso, claro, diz respeito a forma de pensar (ninguém precisa ser igual). O que era pra ser uma reflexão divertida, tornou-se uma análise insossa: os capítulos passavam e eu sentia como se estivesse lendo o mesmo. Tempos atrás me perdi nas páginas da biografia de uma amiga/autora e parceira aqui do blog, que leva consigo esse mesmo propósito, e posso dizer... EU MEGA AMEI, pois ela soube contar de forma positiva e irreverente as mazelas que já passou (para conferir a resenha, clique AQUI), e como fazer da tragédia uma comédia. Por fim, Mark Manson e sua maneira de pensar não me pegou, mas, de alguma forma, deixou alguns pontos interessantes para que eu reflita. o/

O livro é narrado em primeira pessoa, com narrativa de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com fontes e espaçamentos em bom tamanho, adornada em papel pólen (o amarelinho); e a capa é maravilhosa, com um tom laranja vibrante e um título pra lá de instigante. 


Livro: A SUTIL ARTE DE LIGAR  O F*DA-SE
Autor: Mark Manson
Gênero: Autoajuda/Reflexões
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 224

2 comentários

  1. Poxa, estou querendo muito ler esse livro hehehe, mas, mesmo que ele seja meio assim, acho que captar algumas lições úteis já faz a leitura valer a pena hehe.

    Parabéns pela resenha \o

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha, Simone Pesci. Você é dez.
    Também achei a narrativa do livro insossa e repetitiva. Baseado no título minha espectativa era dar bastante risada.Fiquei frustrada, mas valeu apena a leitura.Sempre vale.

    ResponderExcluir