16 de dez de 2017

ENTÃO É NATAL — POR SIMONE PESCI

Quando criança, amava essa época... Onde guirlandas e árvores coloridas predominavam. A família se reunia na casa da vó Isaura, até mesmo a criançada da rua e os vizinhos. Era um momento mágico. Um momento que nos divertíamos com o "amigo secreto", a espera do "Papai Noel", além da mesa cheia de delícias. No dia seguinte, a mesa continuava farta, além dos meus tios na jogatina, revezando entre dominó e tombola  e, claro, muito vinho "Sangue de Boi". Eu, por outro lado, me juntava aos meus primos, agarrada ao presente entregue pelo "bom velhinho", que sempre fora o meu tio mais brincalhão. Hoje, adulta, não gosto dessa época, restrinjo-me a felicitar Jesus por seu aniversário, e agradecer a Deus por mais um ano de vida. Nesse ínterim, fecho olhos e lembro-me do Natal da infância. E por um ínfimo segundo, volto a ser criança. 


★ ENTÃO É NATAL — POR SIMONE PESCI ★

Nenhum comentário

Postar um comentário