27 de ago de 2014

Texto: Rascunho! (por Julio Damasio)


Em meu ateliê, tecendo contos com fios literários , confeccionando historias verdadeiramente inventadas, baseadas em fatos irreais, um livro costurado com a agulha imaginária do realismo fantástico. Espetei meu dedo, vixe! Nossa! Meu sangue é tinta azul igual da caneta BIC e eu nem sabia! Por isso que quando escrevo, estou dando meu sangue! (por Julio Damasio)

Nenhum comentário

Postar um comentário