14 de nov de 2014

[Falando em]: Mansion Rouge — de Andréa Titericz

Trata-se de um enredo de conteúdo HOT que eu ansiava ler há tempos e por qual me apaixone! Aliás, eu sempre fui encantada por essa capa e título, e quando li sua sinopse, fiquei ainda mais sedenta em lê-lo. Desta forma, eu e a Andréa Titericz trocamos exemplares. P.S: Obrigada, Déa! S2 Agora confiram a sinopse, book trailer que eu tive o prazer em editar e resenha de Mansion Rouge, uma publicação da editora Literata


Sinopse: A vida de Anna Moore sempre fora muito pragmática, a objetividade e eficiência eram as únicas coisas que importavam. Nada poderia abalar o mundo totalmente estruturado de Anna Moore, nada, exceto Jorge Rimes. Jorge Rimes era o problema na vida de Anna, mas um homem como este é um problema na vida de qualquer mulher que o cerque. Arrogante, inteligente e acima de tudo extremamente sexy, desestruturar corações era uma hobby do qual Jorge muito se orgulhava até que Anna abalou o seu mundo. Anna e Jorge viviam vidas com caminhos totalmente distintos até que um casamento frustrado, o despertar sexual, Mansion Rouge e um ninho de mentiras os colocam mais próximos do que poderiam imaginar. Entretanto um obstáculo surgiu que eles não esperavam... O amor! E este sentimento desconhecido tirou a sanidade da fria e objetiva Anna e derrubou o cinismo do descarado Jorge, perturbando suas vidas e sendo posto a prova pelo sabor amargo de traumas, segredos e mentiras. Será que a doce paixão que os consumia, seria suficiente para vencer todas as barreiras? Uma relação conturbada com emoções a flor da pele... Nada muito doce, muito menos azedo, simplesmente agridoce.


P.S: Vídeo editado por Simone Pesci
 Você pode se lamentar, mas eu não. A propósito, sou Jorge Rimes.  ele esticou sua mão e era quase humanamente impossível sorrir daquele jeito tão sexy, pensava Anna. (Livro: Mansion Rouge, Pág.9)
 Meu nome é Anna  Quando as palmas se tocaram, ela percebeu o quanto sua mão estava fria. Ou era ele que era extremamente quente? (Livro Mansion Rouge, Pág.10)
Prazer! Apresento-lhes os protagonistas deste delicioso e entorpecente enredo, ou seja, Anna e Jorge. S2 Alegra-me dizer que apreciei 186 páginas de um enredo HOT muito bem construído, sem um vocabulário esdrúxulo, com protagonistas ousados e cativantes e com um 'quê' romântico. Por isso, antes de continuar com essa resenha, confira mais um delicioso quote.
 Agridoce.  
 Como?  Anna questionou.
 Seu gloss doce junto com o limão, o licor e a tequila, deixaram-na com um gosto irresistível. Agridoce  Anna suspirou  Fico me perguntando se outras partes do seu corpo têm esse mesmo sabor. (Livro: Mansion Rouge, Pág.11)

Percebe-se que os três quotes citados acima são de páginas sequenciais. Isto porque são quotes apenas do prólogo. Portanto, a quantidade de postites que usei no livro foram além do que eu imaginava, o que a meu ver é um ótimo sinal. hahaha

Apesar de se tratar do gênero HOT, temos um enredo diferente dos que estou acostumada a ler. Não se trata do milionário rico, empresário, sedutor, controlador e ciumento (graças a Deus, Déa!). Continuando... 

Anna — a  Miss Glacial  é uma mulher rígida, às vezes até frígida, que teve um passado regado à percalços, e por este motivo, foi criada por seu pai de forma diferente, com um carinho retido. Ela pouco acredita no amor e leva como objetivo de vida, o trabalho. Foi noiva por algum tempo,  e logo depois que se casa, ainda no primeiro mês de matrimônio, descobre uma traição por parte do seu marido. Objetiva e restrita a demonstrar seus sentimentos, termina o casamento com o orgulho ferido... Porém, com a cabeça erguida. E, de certa forma, sente-se aliviada, pois nunca enxergou no marido um amor verdadeiro, e sequer sentia prazer quando estava ao seu lado. Assim, logo após o término da relação, cai de cara em um novo mundo... Mundo este chamado "Mansion Rouge". P.S.: Até eu quero fazer uma visitinha por lá também. \o rs

Jorge (ainnn Jorge  suspiros), é um lindo/gostoso e mulherengo homem que sabe como deixar uma mulher louquinha, especialmente tratando-se de Anna. Ele a conheceu um pouco antes dela se casar, e ambos sentiram uma atração recíproca assim que seus olhares se cruzaram. Desde então, ficou enlouquecido pela moçoila, e a maneira que mais gostava de atraí-la, era provocando-a. Desta forma  e também por um certo parentesco que ambos têm em comum  ele entrou em sua vida. Jorge era frequentador assíduo de Mansion Rouge — e, por sinal, era pegador-nato-da-mulherada. P.S: D.lícia. S2
"Uma relação conturbada com emoções a flor da pele... Nada muito doce, muito menos azedo, simplesmente agridoce."
Preciso dizer mais alguma coisa depois deste quote? Acho que não né? hahaha

Agora restrinjo meus comentários para não soltar spoilers

A autora soube criar um enredo cativante e com conteúdo, além de muito bem escrito, não deixando pontas soltas. Nele, encontramos de tudo um pouco: romance, drama, cenas divertidas, outras sensuais (e sexuais), com diálogos rápidos e instigantes. Eu fiquei doidinha por todo o conteúdo, e já adianto, tornei-me fã dos textos da Andréa e leria até mesmo a sua lista de compras. \o

A história é narrada em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação é simples, com espaçamentos e fontes na medida exata, envolta em papel pólen, ou seja, o amarelinho; sua capa é linda, estampando uma Anna sedutora, assim como sempre imaginei. Por fim, para você que curte um enredo com conteúdo e uma pegada caliente, essa é uma excelente pedida. \o 


Livro: Mansion Rouge
Autora: Andréa Titericz
Gênero: Hot/ Romance
Aditora: Literata
Ano: 2014
Páginas: 186

Nenhum comentário

Postar um comentário