24 de nov de 2014

[Falando em]: Waterland, Perseguindo Sonhos (Livro 1) — de Andrea Bahia

Eu ganhei este livro dias atrás, de parceria com a editora "Tribo das Letras". P.S: Obrigada, Nanda! S2  Aliás, eu avistei-o pela primeira vez na Bienal 2014, quando estava expondo o meu primeiro livro no estande da TDL. No entanto, o desconhecia. Trata-se de uma trilogia de gênero fantasia, sendo que este é o primeiro volume. Portanto, confira agora a sinopse, teaser trailer que eu tive o prazer em editar e resenha de "Waterland, Perseguindo Sonhos  Livro 1", obra de Andrea Bahia


Sinopse: O que fazer quando parte de sua memória foi apagada misteriosamente de sua mente? Quando dois anos de sua vida são um total mistério? Quando duas vidas se misturam em sonhos e realidades? Quando você passa a questionar sua própria sanidade? Seguir em frente é a única opção existente... Anna é uma garota normal: jovem, bonita e confusa. Sua vida poderia ser perfeita se não fosse pelas dúvidas que abalam sua mente e o mistério que assombra o seu passado. Numa tentativa de redescobrir a si mesma, ela embarca para o outro lado do mundo, Austrália, deixando para trás o conhecido e buscando as respostas tão desejadas. O que ela não esperava era que essa nova vida traria não apenas respostas, mas mais perguntas a serem respondidas, mais emoções a serem vividas e um amor que resistiria a barreira do inexplicável...

P.S: Vídeo editado por Simone Pesci
Diferente do que acontecia na adolescência, no final de cada sonho, eu sempre fugia, tentando acordar. Ainda que, de alguma forma, meu coração não quisesse. Talvez a realidade esteja vencendo, ou talvez seja eu perdendo a capacidade de sonhar... (Livro: Waterland, Pág.9)
 "O livro é envolvente, apaixonante, um mergulho onde as emoções tomam conta de você e faz com que a cada parte da história você deseje cada vez mais."

É isso que está escrito em uma das orelhas do livro, e foi exatamente isso que senti ao lê-lo. Minha surpresa foi tão grande, que por diversas vezes me peguei pensando: "Este livro tem que ser lido por todos". Quem me conhece sabe que o meu gênero literário predileto é o romance/drama. No entanto, estou resenhando uma obra recheada de paixão e aventuras. Eis que surge Waterland, que é nada mais que uma ilha, um outro mundo do qual a protagonista, Anna, terá que relembrar que faz parte. 
Agora eu tenho a minha frente meu sonho realizado, meu primeiro e único amor ao alcance de minhas mãos, mas ao mesmo tempo, a confusa ideia de duas vidas paralelas, tem me tirado o chão. Eu não serei a mesma depois disso, o 'eu' de ontem, não mais existia. A momentânea ideia de normalidade é um acalento ao coração. (Livro: Waterland, Pág.84)
Ao mudar de país, Anna conhece Nereu. De forma repentina, ela tem a leve sensação de conhecê-lo de outros tempos, o que é revelado sucintamente durante a trama. Os dois carregam a mesma marca de nascença, uma concha nas costas, e isto, de início, deixa ela apavorada, fazendo com que pense que ambos possam ter algum parentesco ou até mesmo serem irmãos. Ela passa a ter sonhos reveladores e confusos, muitos destes com Nereu, e com o tempo passa a descobrir parte de sua origem e também o verdadeiro sentimento que nutre por ele, fazendo-os dois amantes apaixonados. Nereu é o seu porto seguro, e por tempos sente-se transtornado com a perda de memória da sua amada, e assim afasta-se. Contudo, depois de um tempo, resolve voltar para o lado de Anna. O quote que colocarei abaixo é uma das cenas de amor mais linda que li até hoje. S2
Solta minhas mãos e nada fez antes de ver meus dedos aprisionarem a fronha. Seus lábios se movem de cima a baixo, subindo e descendo colina. Hora sugando e mordiscando, hora acariciando como uma leve pena. Meu corpo se contorce.
Seus hábeis dedos dedilhavam meu intimo sobre o fino tecido. Um exímio pianista levando-me para altas notas...

 Nereu...  A eletricidade corre minha pele, eu quero mais, eu preciso de mais. (Livro: Waterland, Pág.169)


Preciso dizer mais alguma coisa?

Agora vou cessar os meus comentários para não soltar spoilers

Geralmente quando leio o primeiro capítulo de uma obra, já tenho a ideia do que me aguarda no decorrer da leitura. Afirmo que me encantei logo de cara, pois além de um conteúdo muito bem escrito, encontrei intensidade envolta em um "quê" poético, algo que muito aprecio.  A autora mostrou-se uma excelente contadora de história em seu primeiro enredo, construindo uma trama envolvente e de perder o fôlego, onde mundos se interligam, levando os personagens a atitudes drásticas e que faz até mesmo o leitor se questionar. Os personagens  secundários são tão apaixonantes e envolventes quanto os protagonistas. Eu fiquei envolvida do início ao fim, tentando descobrir os segredos a desvendar, o que não foi revelado de um todo, pois como já mencionei, trata-se de uma trilogia. Portanto, vem muito mais por aí, assim espero. \o Os capítulos finais foram contagiantes, eu fiquei enternecida por todo conteúdo. Além do mais, a autora presenteou o leitor com um epílogo que MINHA NOSSA! Perdi ainda mais o fôlego pela trama e agora, mais do que nunca, anseio por ler sua continuação. 

O livro é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; como houve um problema na impressão do arquivo, pois foi impresso o arquivo errado,  eu li o livro impresso com alguns contratempos na diagramação e revisão, algo que já está sendo corrigido para uma nova impressão, nada que desabone a leitura. Se eu gostei? NÃO, EU AMEI! S2... E leria até mesmo a lista de compras da Andrea. \o Por fim, para você que curte um MARAVILHOSO romance com uma pitada de fantasia, eis essa excelente pedida. 



Livro: Waterland, Perseguindo Sonhos (Livro 1)
Autora: Andrea Bahia
Gênero: Romance/Fantasia
Editora: Tribo das Letras
Ano: 2013
Páginas: 290

3 comentários

  1. Putz! Já queria o livro quando assisti ao teaser. Depois dessa resenha então, minhas lombrigas se assanharam. Necessito do Nereu para ontem.
    Já está na minha lista =D

    Mandou bem, cangaceira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, só no lig'sss (...) Qd eu vibro assim é porque o paranauê é bom mesmo. ;)

      Louca para saber o seu parecer também.

      Beijossssss

      Excluir
  2. Caracas!!!
    Essa resenha de assanhar os "vermes literários" de qualquer um, já queria ler agora se faz necessário. Si, parabéns pela resenha... outro nível! ^^

    Ju.

    ResponderExcluir