6 de jun de 2016

[Quote/Semana dos Namorados]: Dezesseis, A Estrada da Morte

(...) porque essa é a semana dos namorados, 
então vai um quote apaixonado! S2 Confiram:


 Não tenha medo, Ana. 

Ela assentiu com o olhar, permitindo-me amá-la. Novamente beijei-a com paixão, percorrendo uma de minhas mãos pelo seu corpo e com a outra segurando os seus cabelos. Entorpeci-me com sua fragrância... Foi quando a mão que percorria o seu corpo, pousou em um de seus seios enrijecidos. Acariciei-os com dedicação, para logo em seguida presenteá-los com os meus lábios. 

 Johnny, o que é isso?  ela arfava de prazer. 

Sorri brandamente ao notar que a mais bela flor estava sendo desabrochada por mim. 

 Isto é amor, ó doce Ana!  falei antes de seguir com os meus lábios em direção ao seu sexo. 

Degustei-a com desejo... Enlouqueci com o seu sabor! E ainda degustando-a, penetrei-a com o meu dedo. Ela estava muito molhada... E eu estava ainda mais enlouquecido... Seu quadril movimentava-se numa dança de amor, pressionando ainda mais os meus lábios ao seu sexo. Minha língua e meu dedo entraram num combate além do inimaginável... Seus gemidos me levaram para um outro mundo... Aquilo era mágica! 

 Johnny...  foi quando ela pronunciou o meu nome, envolto em seu desejo. 

Nossos olhares se cruzaram, e sem dizermos uma só palavra, sabíamos que deveríamos ir adiante. Ela estava permitindo que eu a desabrochasse, e segundos depois eu estava dentro dela, tentando controlar minha insanidade, tentando não machucá-la. Eu estava chegando ao ápice da loucura. 

 Amo você, Ana Cláudia! 

(Livro: Dezesseis - A Estrada da Morte, Cap.12) 

Inspirado na canção “Dezesseis”  da banda brasileira Legião Urbana  este é um enredo de amor recheado com muitas aventuras. Apaixone-se, retorne no tempo, relembre seus “Dezesseis”... e seja, você também, um “rebelde sem causa”...

 A VENDA, CLICANDO AQUI.

Nenhum comentário

Postar um comentário