3 de ago de 2016

[A METÁFORA DA VELA QUE NÃO QUERIA SER ACESA]

Certo dia, o fósforo disse para a vela: 

 Hoje te acenderei! 

 Ah não  disse a vela. Você não percebe que se me acender, meus dias estarão contados? Não faça uma maldade dessa... 

 Então você quer permanecer toda a sua vida assim? Dura, fria e sem nunca ter brilhado?  perguntou o fósforo. 

 Mas ter que me queimar? Isso dói demais e consome todas as minhas forças  murmurou a vela. 

Então respondeu o fósforo: 

 Tem toda razão! Mas essa é a nossa missão. Tu e eu fomos feitos para ser luz. O que eu, apenas como fósforo, posso fazer, é muito pouco. Minha chama é pequena e curta. Mas, se passo a minha chama para ti, cumprirei com o sentido de minha vida. Eu fui feito justamente para isso: para começar o fogo. Já você é a vela. Tua missão é brilhar. Toda tua dor e energia se transformará em luz e calor por um bom tempo. 

Ouvindo isso, a vela olhou para o fósforo, que já estava no final da sua chama, e disse: 

 Por favor, acende-me. E assim produziu uma linda chama. 


Faz sentido pra você?

Via facebook: Hipnoze Na Prática

2 comentários

  1. Para me fez sentido. Acredito que todos temos uma missão.
    Simone, indiquei você em uma postagem no meu blog, para responder uma tag, se puder dar uma olhadinha lá!!!
    Um abraço!!!
    Anna Lírios em Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, vou dar uma olhada lá e depois respondo a TAG. Obrigada por avisar, Anna. S2

      Beijossssss

      Excluir