10 de mar de 2016

[Falando em]: Só o Amor Pode Curar a Dor — de Roberta Farig

Há tempos eu anseio em ler este livro, pois trata-se da continuação de um enredo que muito gostei e que pude degustar tempos atrás (para conferir a resenha do livro 1, clique AQUI). Aliás, agradeço a amiga e escritora Roberta Farig pela troca de exemplares, e já adianto que assim como o primeiro livro, eu curti muitão. S2 Agora  confira a sinopse e resenha de "Só o Amor Pode Curar a Dor", livro 2  de uma trilogia, uma publicação da editora Percurso.



Sinopse: Após a perda dos seus pais, com a dor de sentir-se só, Anabella percebe que está na hora de voltar às suas raízes. Com sua amiga Daiane, encontrará as respostas que procurava. Começa, então, uma nova fase na vida de Anabella, onde aprenderá a deixar sua dor de lado, permitindo que seu passado faça parte da sua existência. Tudo muda, Anabella percebe quão afortunada é, em todos os sentidos, quando o destino a coloca, mais uma vez, em perigo. Dessa forma, ela passa a se permitir mais, a dar vazão aos desejos do passado e aos sonhos que agora almeja realizar. Quanto ao amor  Ah, o amor! , Anabella o vive intensamente, sem medo de ser feliz. Porém, ainda assim, a dor se faz presente, obrigando-a a traçar novos planos em sua jornada, sempre buscando pelo amor, sua fonte de vida.



"Porque o amor é o remédio que cura"




Envolvente! 
Apaixonante! 
Um novo recomeço! 

Diferente do primeiro livro que nos apresenta uma protagonista seguindo com os seus sonhos, no intuito de se formar e levar a vida ao lado dos que ama, ao final do primeiro livro Anabella se vê em meio a uma grande turbulência: antes apaixonada por um homem mais velho, que é nada mais que o seu chefe; agora ela tem que seguir os dias com o coração quebrado em mil pedaços, pois perdeu os pais que tanto amava em um acidente de carro e para piorar, tem que se conter para não esculachar naquela recente relação com seu atual chefe, pois ele está cada vez mais distante.
Percebi que começava a analisar minha existência nesse último ano, em como a vida preparou tudo para o que estava para acontecer. Lembrava-me dos conselhos da mamãe, das vezes em que o papai teve que aceitar que eu tinha crescido e quanto isso lhe foi doloroso. Afinal, eu também gostaria de ser a eterna bonequinha do papai. (Livro: Só o Amor Pode Curar a Dor, Pág.14)
Não tendo Samuel ao lado, ansiando em resgatar um pouco do seu passado, Anabella resolve retornar para o mesmo abrigo que foi deixada quando criança. Aliás, sua tia cuida deste mesmo abrigo até hoje  e assim, em meio ao caos que sua vida se encontra, ela faz grandes revelações e descobertas. Uma dessas descobertas torna-se inicialmente assustadora. Porém, ela se surpreende com tamanha ironia do destino, ao descobrir que tem uma irmã legítima, ou seja, Júlia, que está no abrigo há tempos, mas assim que completar a maioridade terá que sair de lá. 
Abracei-a com vontade, com carinho. Não consegui falar, nem chorar. Só queria tê-la ali, em meus braços, enquanto ela voltava a derramar suas lágrimas. Fiquei um tempo assim, permitindo-me senti-la e deixando que se acalmasse em meu abraço. (Livro: Só o Amor Pode Curar a Dor, Pág.112)
Anabella também se vê de frente com mais duas novidades, onde lhe trará novas perspectivas de vida. Desta forma ela segue os dias, retornando para a vida de antes, tendo o apoio de muitas pessoas queridas, tentando preencher a saudade que sente dos pais. E neste meio tempo Samuel retorna, depois de um período afastado, sanando os caprichos de sua filha Cecília, que, por sinal, não apoia a relação entre ele e Anabella. Ainda assim o casal se entrega num amor mais que verdadeiro e avassalador.
 Eu penso em mim, no que desejo e no que espero para nós.  Ele me fitou nos olhos por um instante, uma sensação de medo me invadiu.  Digo isso porque percebi que o "nós" depende de mim muito mais do que você, Anabella, eu não posso te perder, isso é algo utópico para mim.  Suspirou, voltando sua atenção ao trânsito, e completou:  Você é minha luz, meu paraíso. (Livro: Só o Amor Pode Curar a Dor, Pág.160)
Além das tribulações que ela passa, existe também um baita percalço chamado Bruno. Percalço este que esteve presente no primeiro livro, além de alguns segredos e peculiaridades que Samuel esconde de Anabela e que, aos poucos, vão dando a cara. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers

E novamente me deparei com um enredo recheado de coração, pois essa é uma das características da autora, coisa que admiro muito em um texto. Neste livro fiquei de frente com uma Anabella mais madura, que acaba por se tornar ainda mais humana em sentimentos, agindo com a razão e adornada de coração, levando consigo os ensinamentos deixados por seus pais. Senti um pouco de raiva de Samuel, com suas certezas e também os afastamentos, levando em conta os anseios de sua filha que, na verdade, já é uma mulher  diga-se de passagem  mimada demais da conta. Assim como no primeiro livro, os antagonistas têm importante participação na trama, e isso tem uma razão, que, aos poucos, vão se revelando. O final novamente deixou um gostinho de 'quero mais', com uma nova e atordoante revelação que me deixou com a pulga atrás da orelha, querendo a todo custo saber como seguirá dali pra frente. 

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está com fonte e espaçamentos perfeitos, em papel pólen (o amarelinho), e leva em cada início de capítulo a imagem da capa; a capa está linda, estampando uma Anabella e Samuel juntos, demonstrando a essência da trama, que o amor é o remédio para qualquer mal. Por fim, para quem aprecia um enredo romântico e apaixonante, eis uma excelente pedida. S2 P.S: Agora ficarei aqui, ansiosa aguardando o livro 3 e o seu desfecho final. \o


Livro: Só o Amor Pode Curar a Dor 
(Livro 2 - Trilogia Descobrindo Todas as Formas de Amor)
Autora: Roberta Farig
Gênero: Romance
Editora: Percurso
Ano: 2015
Páginas: 358

12 comentários

  1. Morri!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Simone sua linda, como esperei por sua opinião sobre meu livro... E valeu a pena! Bom demais saber que eu pude, mais uma vez, tocar seu coração com minhas doces palavras! Bom perceber eu soube passar para você e os demais leitores, a verdadeira imagem da história. Muito feliz mesmo! Obrigada por seu carinho, sempre! Você mora em meu coração! Beijossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro,

      Eu mega amei o livro 2! S2
      Agora só estou brava porque anseio pelo desfecho da trama. (publica ele logo) hahaha

      Fico mega feliz que você curtiu a resenha, foram palavras sinceras. \o/\o/\o/ Parabéns!

      Beijosssssss

      Excluir
  2. Olá, Simone.
    Conforme você citou na resenha, uma das características da Farig é escrever com o coração, atolar os leitores de emoções e nos provocar um turbilhão de sentimentos. O amadurecimento da personagem grita nas páginas. Tenho muito orgulho de ter trabalhado nessa edição, e te agradeço por apreciar mais uma das publicações da Percurso. Muito obrigada!
    Parabéns ao blog, sucesso a você como blogueira e, claro, como escritora.
    Obviamente, não posso deixar de desejar todo sucesso à Roberta.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Vanessa!
      É verdade! A Roberta escreve para tocar corações, é por isso que curto pacas os seus textos. Novamente parabenizo a autora e a Percurso pelo belíssimo trabalho. Muito êxito para todos.

      Abraçosssssss

      Excluir
  3. Oi Simone,
    Eu também aguardei muito pelo segundo livro e agora estou na expectativa grande para o final.
    É como você disse , a personagem cresceu muito e agora talvez esteja pronta para viver tudo o que ela tanto almeja.

    Parabéns pelo blog mais uma vez!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, Ro! Estou em frangalhos aguardando o desfecho dessa trama. S2

      Beijosssss

      Excluir
  4. Nossa que resenha maravilhosa. Eu ainda estou lendo o primeiro e com Mais vontade de ler o segundo.

    Bjs simone

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, Paula!

      O livro 2 também é encantador, e o final deixa um gostinho de "quero mais". Agora tenho que me conter na vontade de ler o livro 3.

      Volte sempre!

      Beijossssss

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha, parabéns
    Realmente a Roberta Farig escreve com o coração, sempre me emociono com os livros dela. O primeiro da trilogia então nem se fala chorei horrores. Estou super ansiosa pelo terceiro livro ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Bárbara! Isso, a meu ver, é primordial. Eu também gostei bastante do primeiro e adorei o amadurecimento da personagem central no segundo livro. Agora estou louca pra saber como a Ro concluirá essa trama com o terceiro livro.

      Abraçossss e volte sempre!

      Excluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir