25 de mai de 2017

Sobre os cômodos do nosso coração...


No silêncio do meu coração encontro tristezas que só eu sei como se desenham. Eu não sou uma pessoa triste, longe disso, mas, volta e meia, lido com muitos momentos com pitadas de melancolia. Maluco pensar que neste mundo, cheio de cores e sorrisos, infelizmente, não me sinto compreendido como gostaria, não sei se alguém realmente me conhece, nem se tem interesse em conhecer. Tenho diferenças minhas, loucuras e palavras que às vezes não saem, e eu queria tanto que saíssem, medos e traumas que se instalaram sem perguntar o porvir. Ser diferente é um silêncio bonitinho que a gente guarda com a gente, no escurinho do nosso quarto, nos cômodos do nosso coração. 

Nenhum comentário

Postar um comentário