18 de jan de 2016

[Falando em]: Quando Amar Demais Enlouquece, Livro 1 — de Milla Cohen

Eu ganhei este livro de presente de aniversário e como parceria da minha editora. P.S: Obrigada, Nanda Gomes! S2 Aliás, essa é a primeira publicação da autora Milla Cohen. Trata-se de uma trilogia enveredada por um romance LGBT, este não é o primeiro livro do gênero que leio, e por isso, antes de iniciar a resenha, afirmo que foi uma leitura bem diferente do que eu imaginava, devido ao conteúdo que eu já havia lido anteriormente. Agora confiram a sinopse e a resenha de "Quando Amar Demais Enlouquece - Trilogia Passional (Livro 1)", uma publicação da editora Tribo das Letras - Selo Métrica.


Sinopse: Kailla e Laura se conhecem na universidade e uma estranha atração às aproxima, até que numa noite de tempestade, essa atração se transforma em uma grande paixão, iniciando um romance. Kailla é insegura e instável emocionalmente, levando-a a constantes crises de ciúmes. Numa dessas crises ela surta, sendo obrigada a ser internada e iniciar um tratamento psiquiátrico. Durante o tratamento, algumas verdades vêm à tona, fazendo Kailla encarar uma triste realidade. Por que  Laura não vem visitá-la? O que de fato aconteceu entre elas para que o afastamento fosse necessário? O amor pode ser assim tão enlouquecedor? Em meio a constantes conflitos interiores, Kailla acredita que esse amor poderá trazer Laura de volta, mas uma reviravolta em sua vida faz entender o que realmente aconteceu. Então, Kailla conhece Amanda, enfermeira da clínica. Será que essa relação emocional poderá fazer Kailla esquecer a paixão por Laura e ajudá-la a amadurecer?


"Porque nem tudo é o que parece ser..."






Kailla e Laura se conhecem na faculdade, porém cursam em horários diferentes. Contudo, de imediato, criam um verdadeiro vínculo, tornando-se mais que amigas. As duas têm personalidades diferentes: Kailla é mais extrovertida, bem diferente de Laura que leva consigo uma nítida timidez e pouco se envolve com outras pessoas.
E aquela noite conversaram sobre suas famílias, seus sonhos e projetos. Perceberam que tinham muito em comum, e que o desejo de uma completava o sonho da outra. (Livro: Quando Amar Demais Enlouquece, Pág.20)
Eis que da amizade nasce um tórrido e avassalador amor, especialmente por parte de Kailla, que inicialmente mostra-se centrada e pronta para um relacionamento saudável e sem cobranças, mas que, com o tempo, demonstra tamanha insegurança e ciúmes, sufocando sua relação com Laura.
Laura não percebeu em qual momento o amor de Kailla passou a sufocá-la. Mas começou a observar os sinais quando a via chamando pelos cantos, dizendo-se abandonada no café da manhã, enquanto ela lia o jornal a fim de inteirar-se das notícias. (Livro: Quando Amar Demais Enlouquece, Pág.35)
Desta forma, a relação que até então era algo bonito de se viver, torna-se um relacionamento conturbado, deixando especialmente Kailla em dúvidas, tendo que ser internada em uma clínica, e, por fim, questionando-se a todo instante sobre tudo o que está acontecendo, até mesmo uma recente ligação com uma das enfermeiras, chamada Amanda.
O que acontecia com Kailla não era punição. Por que ela haveria de pensar isso? Qual será a sua reação ao descobrir a verdade? Observando sua tristeza e frustração, seria prematuro fazer com que ela se lembrasse do que realmente aconteceu. (Livro: Quando Amar Demais Enlouquece, Pág.64)
Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.

Eu me surpreendi com a história, pois até então pensei que fosse me deparar com uma trama em que o foco seria o relacionamento entre duas mulheres e suas dificuldades no meio social. A trama aborda um relacionamento como muitos que vejo, onde a insegurança e ciúmes passa a reinar, e que, por fim, destrói algo bonito de se ter e viver. Gostei do que li, mas tenho que confessar que inicialmente achei tudo muito corrido e senti falta de um pouco mais de narrativa ao invés de diálogos e acontecimentos em velocidade luz. No entanto, já no meio da trama, houve um equilíbrio, fazendo-me compreender que, de certa forma, era necessário os acontecimentos ligeiros, da forma que foi apresentado. Aliás, eu me surpreendi de forma positiva em como a autora conduziu a história, pois sequer imaginava que o enredo seria abordado de tal forma. É uma leitura rápida, eu a conclui em menos de duas horas, pois o livro tem apenas 101 páginas, e o final tem um gostinho de 'quero mais'.

O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; sua diagramação é simples e bonita, com arabescos nas laterais de cada página; as folhas são em papel pólen, ou seja, o amarelinho, com espaçamentos na medida certa e a fonte um pouco maior, algo que a meu ver foi muito bom, já que tenho sérios problemas em ler um livro com fonte pequena; sua capa estampa duas mulheres algemadas, condizendo com o que o enredo apresenta, remetendo a um relacionamento que ora perpetua na alegria, e ora na dominação. Por fim, para aqueles que curtem uma leitura rápida e que de certa forma surpreende, essa é uma boa pedida. Ressaltando que este é o primeiro livro de uma trilogia.


Livro: Quando Amar Demais Enlouquece
(Trilogia Passional, Livro 1)
Autora: Milla Cohen
Gênero: Romance/LGBT
Editora: Tribo das  Letras — Selo Métrica
Ano: 2015
Páginas: 101

7 comentários

  1. Ficou show a resenha e o tema parece ter sido muito bem abordado pela autora... Parabéns Si... S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ro! É uma leitura rápida e bem gostosa.

      Beijosssssss

      Excluir
  2. Obrigada Si! Mas propositalmente a leitura rápida. Aguarde o livro 2- "Nos limites da loucura" com muito mais páginas e ainda mais surpreendente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, Milla! Estou louca para conferir o livro 2. \o

      Beijosssssss

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Milla!
    Acredito que o tema seja mesmo envolvente ainda mais que são poucos
    os livros atuantes sobre o amor de duas pessoas do mesmo sexo.
    Então deve ter sido escrito com muito amor mesmo.

    Fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro, além de abordar o amor entre duas mulheres... O enredo é adornado por muitas reviravoltas e revelações, especialmente no final.

      Beijossssss

      Excluir