8 de fev de 2016

Para Bob, com carinho. S2

Já faz alguns dias que você se foi.
16 anos foi o tempo que você nos alegrou. E, por fim, a saudade será eterna. P.S: Obrigada, amigão! S2


Você esteve conosco a cada dia por tanto tempo. Todo dia eu acordava e ia pra cama sabendo que você estava lá e continuaria a estar na próxima manhã. Você nunca deixou de me acolher, eufórico, abanando a cauda com aquele sorriso adorável cada vez que eu chegava em casa. Eu sinto a sua falta a cada segundo que estávamos juntos. Nós fomos os melhores amigos desde que nos conhecemos e, através dos anos, a nossa ligação só foi se fortalecendo.

Contudo, eu envelheci e você também. À medida que pude fazer mais, você fazia menos. Eu pude dirigir, ir ao cinema sozinha e ir à faculdade. Mas você não podia mais pular tão alto, correr tão rápido, ou nadar tanto. Mesmo quando as suas habilidades diminuíram, você ainda era o animalzinho mais feliz que eu já conheci e continuava a tentar ao máximo me fazer feliz.

Até que chegou um certo dia. Um dia horrível. O dia em que deitada ao seu lado, assisti ao seu último suspiro. O dia que tive que assistir ao veterinário tirar o meu melhor amigo. Tão horrível como aquele momento e tão triste como estou, pelo menos estou em paz.

Em paz porque sei que você está em um lugar muito, muito, melhor. Eu sei que no momento do seu último suspiro aqui na Terra, Deus levou a sua bela e inocente alma para o Céu. Eu sei que você ganhou as suas pequenas asas peludas que tanto merecia e estou orgulhosa que pude conhecer e amar um pequeno anjo tão maravilhoso como você.

P.S: Eu não fiz faculdade, não dirijo, o seu último suspiro foi ao lado da Sonia, pois você sabia que eu não suportaria isso  e, graças à Deus, foi Ele que te levou. Mas saiba que essas lindas palavras escrita por alguém em forma de acalento, também são minhas.
Saudades nêgo. T. amo!

Texto via: Fareja Pet

P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

Nenhum comentário

Postar um comentário