1 de out de 2014

Texto: Sob(re) medida! (por Clara Mello)

Tem gente que é tão grande que me vê enorme, tem gente que é grande e me olha de baixo, tem gente que é baixo, mas quer crescer comigo. Tem gente que é tão pequeno que me quer menor ainda. Tem gente que me vê grande porque se acredita pequeno. E tem gente que quer ser menor, mesmo sendo tão grande.

Tamanho, essa questão relativa, que faz tanta gente me olhar de igual para igual, ou de cima para baixo, ou de baixo para cima. Questão de peso, que só depende da medida de cada um.

Mas uma coisa é certa, o meu tamanho não depende do seu, e vice e versa. Por mais que você me meça, nada nessa conversa, aumenta sua circunferência.

Sendo eu mínima ou gigante, a sua medida será a mesma. E igual será a minha forma, mesmo se a sua estufar.

Se você crescer, não diminuo, e mesmo se eu encolher, você não aumenta.

Não adianta tanta medida, se é pouco metro quadrado, nem tanto terreno, sem saber a extensão.Nessa coisa de tamanho, vale pouco a pretensão. Não adianta inflar meu ego, ou o seu. Me vendo grande ou pequena, seja por bem ou por mal, o meu tamanho continua igual.

Via: Blog da Clara

Nenhum comentário

Postar um comentário