10 de set de 2014

Falando com o coração...

Hoje, pela segunda vez, assisti o filme "A Culpa é das Estrelas"! E, novamente, me debulhei em lágrimas. O livro eu li por três vezes, e também, por três vezes caí em pranto. Aliás, não há tema no mundo que me toque mais que este... Acredito que me sinto assim, pelo fato de já ter vivido isso um dia... As aflições, angústias, alegrias (sim alegrias também porque elas existiram nesse trágico momento), foi no mesmo grau que os protagonistas narram (tanto no livro, como no filme). Às vezes me pego lembrando daqueles que estiveram ao meu lado, se tratando, também na época - e que, infelizmente não tiveram a mesma sorte que eu. Seria sorte sobreviver a um câncer? Sei não!!! Sorte mesmo foi eu começar a enxergar as coisas de outra maneira e dar valor naquilo que antes não tinha valia pra mim. Sempre vou ter duas pessoas em especial do lado esquerdo do peito: um rapaz chamado "Valmir" e uma garota chamada "Maria"... Eles tinham leucemia e sequer conseguiram chegar na metade do tratamento. Falecerem no auge dos seus 20 anos! Mas o que eu realmente guardo dentro de mim é a fé e força de vontade que eles tinham em continuar. Fé esta que também me fez ter vontade em continuar.


Ps.: Vídeo editado por Simone Pesci.

Obrigada Deus!  Obrigada Família!  Obrigada Amigos! 
Obrigada Valmir!  Obrigada Maria!
Alguns infinitos são maiores que outros".

Nenhum comentário

Postar um comentário